Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Hospitais de Sidney estão sob pressão após recorde de casos de Covid

Apesar de dois meses de bloqueio, o estado de Nova Gales do Sul relatou 919 novos casos em meio a um surto crescente da variante Delta, levando o número de casos diários da Austrália a um novo pico pandêmico

_________________Publicidade_________________

Os casos de Covid-19 na cidade de Sydney, na Austrália atingiram um novo recorde diário nesta quarta-feira (25), colocando partes do sistema de saúde sob “forte pressão”, disseram autoridades, enquanto pediam um aumento nas vacinas para ajudar a reduzir o índice de hospitalizações.

Apesar de dois meses de bloqueio, o estado de Nova Gales do Sul relatou 919 novos casos em meio a um surto crescente da variante Delta, levando o número de casos diários da Austrália a um novo pico pandêmico logo abaixo de 1.000. Um total de 113 pessoas no estado estão em terapia intensiva, sendo 98 delas não vacinadas.

“Isso destaca … o fato de que a vacinação é a chave. Precisamos aumentar os níveis de cobertura da vacina”, disse o oficial de saúde do estado, Kerry Chant, em uma entrevista coletiva.

A Austrália, lutando para controlar uma terceira onda do coronavírus, prendeu mais da metade de sua população de 25 milhões, incluindo suas maiores cidades, Sydney e Melbourne, e está acelerando um lançamento de vacina inicialmente lento.

Cerca de 31% das pessoas com mais de 16 anos foram totalmente vacinadas, enquanto 54% receberam pelo menos uma dose.

“Afirmamos que a figura mais importante no futuro é a taxa de vacinação e esse continua sendo o caso”, disse a premiê Gladys Berejiklian, de Nova Gales, a jornalistas em Sydney, capital do estado.

“Não há dúvida de que partes da rede hospitalar estão sob forte pressão quando a maioria dos casos, 80% dos casos vêm da mesma região”, acrescentou ela, apontando para o alto número de casos nos subúrbios do sudoeste de Sydney.

O aumento de casos ocorre quando o governo federal da Austrália pressiona os estados a seguirem um plano de reabertura nacional de quatro estágios.

O tesoureiro Josh Frydenberg alertou os líderes estaduais na quarta-feira que os atuais apoios econômicos emergenciais podem ser retirados quando o país atingir uma taxa de vacinação contra Covid-19 de 70-80%, mesmo se os estados e territórios decidirem manter o controle de fronteira.

“Não deve haver expectativa em nome dos primeiros-ministros e principais ministros de que nosso apoio econômico emergencial continuará na escala que está atualmente”, disse Frydenberg à emissora Seven News.

Em Victoria, os novos casos caíram pelo segundo dia consecutivo, com 45 novos casos detectados, abaixo dos 50 do dia anterior, conforme as autoridades buscam impulsionar a implementação da vacina, permitindo que qualquer pessoa com mais de 16 anos marque um agendamento.

Apesar dos recentes surtos de Delta, os números de coronavírus da Austrália ainda são relativamente baixos, com pouco mais de 46.600 casos e 986 mortes. As mortes no último surto aumentaram para 76, embora a taxa de mortalidade tenha diminuído em relação ao ano passado.

Via – CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas