Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Homem que matou namorado acreano no RJ foi preso em flagrante e não reagiu; polícia dá detalhes

_________________Publicidade_________________

Um homem, de 33 anos, foi preso em flagrante nesta segunda-feira (18), pouco depois de matar, a facadas, o namorado, no Fonseca, em Niterói. Seu namorado é o acreano Jheison Duarte, de 32 anos, natural de Assis Brasil, interior do Estado.

A prisão foi realizada por agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo. Jheison foi assassinado a facadas em seu apartamento, na noite desta segunda-feira (19), no Rio de Janeiro. De acordo com informações da imprensa local, os agentes da DHNISG foram acionados para um homicídio, “dentro de um apartamento na Rua Capitão Dalva Rabello, por volta das 19h. No imóvel encontraram o corpo de um homem, com diversas marcas de facadas”, detalhou o site O Sâo Gonçalo.

Informações prestadas ao site pela polícia dão conta de que, no local, um amigo do casal que se conheceu no sistema prisional, acompanhou o trabalho da polícia e ajudou com informações sobre Jheison. “Após depoimentos, os policiais chegaram ao endereço onde o namorado da vítima estaria indo se esconder, na casa de uma familiar, no acesso ao Morro da Viradouro, em Santa Rosa, também em Niterói. O homem foi preso assim que chegou a residência, ainda no quintal da casa”, detalhou o site.

Acusado confirmou tudo e deu detalhes

A polícia ainda informa que o acusado não reagiu a prisão. O site afirma que ele, ainda, confirmou ser o autor da morte do seu então namorado, com quem estava junto há cerca de quatro anos.

“Ele contou ainda que a execução aconteceu por volta 5h do mesmo dia. O autor do crime ainda contou que a morte foi recorrente de uma discussão boba entre o casal. Inicialmente a briga teria começado por conta de questões familiares, e após os níveis de estresse aumentar, o autor esfaqueou o companheiro”, diz a publicação.

O corpo da vítima permanece no Instituto Médico Legal (IML), do Barreto, Niterói, e passará por exames para comprovar a identificação. O acusado está preso por homicídio na sede da Divisão de Homicídios. Ele será transferido ainda na manhã desta terça-feira (19) para o sistema prisional do Rio de Janeiro.

Família de acreano morto pede ajuda

Jeyce está indo para o Rio de Janeiro no intuito de liberar o corpo do seu irmão, que ainda está à disposição do Instituto Médico Legal (IML).

A família pede ajudar para trazer o corpo de Jheison ao Acre, onde será velado e sepultado pela famílias.

Os interessados em contribuir com qualquer quantia podem fazer a doação via pix, no e-mail jeyci_sousa@hotmail.com.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas