14 de agosto de 2022   |   10:34  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Homem escreve pedido de socorro a funcionário de loja e é resgatado de sequestro no AC

Homem escreveu pedido de socorro em nota fiscal de celular que foi obrigado a comprar em loja de departamentos da capital acreana. Atendente chamou a Polícia Militar, que foi até o local e prendeu dois dos integrantes da quadrilha.

_________________Publicidade_________________

Um homem foi sequestrado na noite dessa quarta-feira (6) por um grupo de quatro criminosos, na região do Recanto dos Buritis, em Rio Branco. A vítima foi abordada por quatro criminosos e obrigada a sacar dinheiro em um caixa eletrônico, após isso, foi levada a uma loja de departamento para realizar a compra de um celular no valor de R$ 3 mil. 

O homem só conseguiu escapar quando foi até o caixa da loja e escreveu que estava sendo vítima de um sequestro, segundo informações da Polícia Militar, que foi acionada e prendeu dois dos integrantes do grupo que seguiram para a loja com o homem. 

De acordo com a polícia, o homem trafegava em um carro, quando foi abordado por quatro criminosos que estavam fortemente armados. Após renderem o trabalhador, passaram a andar com ele por vários lugares e o obrigaram a sacar a quantia de R$ 500. 

Não satisfeitos, dois dos quatro seguiram com o sequestrado até uma loja de departamentos localizada na BR-364, no Bairro Portal Amazônia. No local, forçaram a vítima a comprar um celular e outros objetos que totalizaram a quantia de R$ 3 mil. 

Ao passar no caixa para pagar as compras, a vítima escreveu um bilhete que dizia para funcionária que ele estava sendo sequestrado e que ela acionasse a polícia, que chegou ao local e prendeu os dois envolvidos. Um deles, segundo a PM, foi abordado no carro e outro que estava na loja com a vítima foi rendido pelo segurança. 

Após a ação da PM, os dois monitorados foram presos pelos crimes de sequestro, extorsão e ameaça. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Flagrantes (Defla), juntamente com a vítima e o veículo, para prestar esclarecimentos e confeccionarem o boletim de ocorrência. 

Com informações g1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS