Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Homem é preso no DF após criar perfil falso e divulgar fotos íntimas de ex-companheira

_________________Publicidade_________________

Um homem foi preso nesta sexta-feira (14), em Planaltina, no Distrito Federal, após perseguir e ameaçar a ex-companheira. Segundo a Polícia Civil, ele criou um perfil falso em nome da vítima, no qual publicou imagens íntimas dela. A mulher chegou a ser demitida por conta da situação.

A vítima é moradora de Planaltina de Goiás, no Entorno, e registrou ocorrência na delegacia da cidade. No entanto, o homem foi encontrado na casa da mãe, em Planaltina-DF. Por isso, a operação foi realizada em conjunto pela Polícia Civil de Goiás e do DF.

Segundo as investigações, o relacionamento dos dois acabou e a mulher conseguiu medidas protetivas para se proteger do ex. No entanto, desde agosto do ano passado, ele descumpria as ordens e chegou a invadir a casa dela, ligar o gás de cozinha, e ameaçou explodir o local.

“O investigado perseguia a vítima presencialmente em seu local de trabalho e por meio de ligações e mensagens em aplicativos e redes sociais. Consta que por mais de uma vez, o indiciado invadiu a casa da ex-companheira danificando móveis e objetos pessoais”, afirma a Polícia Civil de Goiás.

Perfil falso

Homem preso no DF por perseguir e ameaçar ex-namorada — Foto: Polícia Civil/Reprodução

Homem preso no DF por perseguir e ameaçar ex-namorada — Foto: Polícia Civil/Reprodução

Já nos primeiros dias deste ano, de acordo com os investigadores, ele criou o perfil falso em nome da mulher. Na página, publicou imagens e vídeos íntimos dela, “com o nítido intuito de macular a imagem da ex-companheira”.

“No ‘perfil fake’, o investigado adicionou amigos e contatos da vítima, bem como vinculou o perfil da empresa em que a vítima trabalhava, ocasionando sua demissão”, diz a polícia.

A Justiça então determinou a prisão preventiva do suspeito, além da quebra do sigilo telefônico. Após ser detido, ele foi interrogado e acabou indiciado pelos crimes de perseguição (stalking), e por induzir alguém a satisfazer a lascívia de outrem.

O homem foi encaminhado para a Cadeia Pública de Planaltina de Goiás, onde ficou à disposição da Justiça.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas