13 de agosto de 2022   |   00:32  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Hemoacre registra baixos índices de doação e escassez de sangue preocupa equipe

Hoje, para abastecer o Acre, são necessárias 70 doações por dia. A média atual é de apenas 20 doações diárias.

_________________Publicidade_________________

A doação de sangue é uma atitude que salva vidas, traz benefícios à saúde do doador, além de benefícios sociais, como folga no trabalho e direito de utilizar a fila preferencial em estabelecimentos como bancos e supermercados. Essas são apenas algumas das vantagens de doar sangue, e mesmo com esses e outros incentivos, a procura pelo Hemoacre tem sido insatisfatória. A média de 20 doações por dia não supre a necessidade dos bancos de sangue do Acre.

É o que explica a coordenadora da Captação de Doadores do Hemoacre, Quesia Nogueira. “Hoje temos dois hemonúcleos, um em Cruzeiro do Sul e e outro em Brasileia, além de um ônibus coleta externa que atualmente está atuando mais à noite. Para abastecer o Acre precisamos de 70 doações efetivas por dia, de segunda a sexta-feira, e o que temos é uma média entre 15 e 20 doações diárias. Quando atingimos 35 doações consideramos um dia excelente”, disse.

Ela disse que várias estratégias de divulgação são adotadas. “Fazemos campanhas frequentes, com diferentes públicos. De festa junina a ‘faça doação com sua turma’. Quando são mais de três doadores vamos buscar com a nossa Van. Mesmo assim, ainda não temos uma procura pela doação como o nosso estado precisa e esse fato é muito preocupante”, comentou Quesia, aproveitando para pedir que a população se sensibilize e doe sangue.

De acordo com Quesia, hoje, se acontecer um acidente de grandes proporções no Acre, que haja a necessidade de sangue nos hospitais, o banco de sangue não consegue atender. “Fica difícil quantificar, o estoque é dinâmico, mas o fato é que normalmente ele é baixo. As pessoas pensam que dá tempo doar num momento de crise, mas é importante lembrar que após o processo de doação, o sangue passa em torno de 48 horas para ser liberado, porque são feitos vários exames, aqui e em Brasília”, explicou.

A próxima ação itinerante do Hemoacre acontecerá na próxima semana, nos dias 24 e 25, na Estácio Unimeta, Avenida Nações Unidas, Bosque, das 18h às 21h30.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS