Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Guiana reabre fronteira com o Brasil apenas para totalmente vacinados, diz governo de RR

Além do comprovante de vacinação completa contra a Covid-19, turistas devem apresentar teste PCR negativo para a doença.

_________________Publicidade_________________

A Guiana reabriu a fronteira com o Brasil no município de Bonfim, região Norte do estado, informou o governo de Roraima neste sábado (2).

Conforme o governo de Roraima, todos vão poder atravessar a fronteira diariamente, sendo necessária a apresentação de comprovante de vacinação completa contra a Covid-19 e teste PCR negativo para a doença, realizado até 72 horas antes da entrada.

Nas sextas-feiras, moradores de Bonfim, por ser considerada uma cidade gêmea à Lethem, poderão entrar no país devendo mostrar apenas o cartão de vacina com a imunização completa, informou o governo.

O Brasil fechou a fronteira em março de 2020, após o governo federal publicar uma portaria que restringe o acesso de estrangeiros vindos da América do Sul para conter o avanço do coronavírus no Brasil.

Procurado, o vice-cônsul do Brasil em Lethem, Ewerton Luiz Silva de Oliveira, informou que o consulado brasileiro não recebeu, oficialmente, nenhuma informação do governo da Guiana.

“Eu vi que a fronteira reabriu, mas nós não fomos informados, então não sabemos em que circunstâncias isso foi feito. Nem aqui e nem a embaixada, já checamos e eles também não receberam nenhuma informação”, disse.

g1 também tentou contato com a Casa Civil da Presidência da República, que assina a Portaria nº 655 de 2021, que regulamenta o fechamento das fronteiras brasileiras, mas não teve retorno.

Nos último dois anos, a cidade de Bonfim se tornou rota da imigração de haitianos que ingressam no Brasil. Além disso, centenas de turistas passam pela região com destino a cidade de Lethem, na Guiana, para fazer compras.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas