24 de maio de 2022   |   09:34  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Guerra na Ucrânia: Por que Putin citou a autora de Harry Potter em discurso – e como ela respondeu

A escritora britânica JK Rowling, famosa criadora da série Harry Potter, revidou um comentário do presidente da Rússia, Vladimir Putin, que comparou o que ele chamou de "cancelamento da cultura russa" em virtude da invasão à Ucrânia com as frequentes acusações de que a autora seria transfóbica.

_________________Publicidade_________________

Em uma reunião transmitida pela TV, Putin comparou as críticas recentes à escritora de Harry Potter àquelas enfrentadas por compositores e escritores russos que se posicionaram a favor da guerra.

Em resposta, Rowling afirmou que a invasão da Ucrânia está “matando civis”.

A escritora tem sido criticada por suas opiniões sobre questões transgênero.

“As críticas à cultura ocidental de cancelamento possivelmente não são mais bem feitas por aqueles que atualmente massacram civis pelo crime de resistência, ou que prendem e envenenam seus críticos”, escreveu a autora no Twitter.

Em um longo discurso durante uma premiação cultural, o presidente Putin afirmou que compositores e escritores russos estavam sendo discriminados. “Eles estão tentando cancelar um país de mil anos”, disse ele.

Alguns eventos culturais com artistas russos que se posicionaram a favor da guerra foram cancelados depois que o exército do país invadiu a Ucrânia no mês passado.

Concertos que apresentariam músicas de compositores russos que já morreram também foram cancelados, embora em número menor.

Vladimir Putin falando em estádio no dia 18 de março de 2022
Legenda da foto,Putin criticou o que chamou de ‘cancelamento da cultura russa’

Putin também alegou – sem fornecer provas – que existe uma “discriminação gradual contra tudo relacionado à Rússia em vários países ocidentais”.

“Eles estão banindo escritores e livros russos”, disse Putin. “A ‘cultura do cancelamento’ tornou-se um cancelamento da cultura.”

Putin então defendeu Rowling, que vem enfrentando críticas por seus comentários sobre questões transgênero. Ela nega as acusações de transfobia.

“JK Rowling foi cancelada porque ela, uma escritora de livros que venderam milhões de cópias em todo o mundo, não agradou os fãs das chamadas liberdades de gênero”, afirmou Putin.

A escritora afirma que seu interesse em questões trans decorre do fato de ser “uma sobrevivente de abuso” e de ter preocupações com “espaços de sexo único”.

Críticos alegam que declarações de Rowling sobre o tema diminuíram a identidade das pessoas trans.

O maestro Valery Gergiev, que participou da reunião de sexta-feira com Putin, foi dispensado por festivais e salas de concerto depois de não condenar a invasão à Ucrânia.

E, no início deste mês, uma orquestra do País de Gales usou a guerra como argumento para retirar uma música do compositor russo Tchaikovsky de um concerto.

“Havia duas peças com temas militares que consideramos particularmente inapropriadas neste momento”, disse a Orquestra Filarmônica de Cardiff em um comunicado.

“Quando a crise humanitária terminar, a discussão sobre ‘acordar’ e ‘cancelar’ pode ter seu lugar”, acrescentou Putin.

A invasão da Rússia, que está entrando em seu segundo mês, provocou uma grande crise humanitária com mais de 10 milhões de pessoas desabrigadas e milhares de mortos.

Por BBC

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS