Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Governo instala comitê para acompanhamento de volta às aulas

_________________Publicidade_________________

O governador Gladson Cameli criou nessa quarta-feira, 11, um comitê de acompanhamento de retorno às aulas híbridas (modo presencial e remoto) na rede estadual de ensino. O decreto de criação foi publicado no Diário Oficial do Estado do Acre (DOE).

De acordo com as orientações publicadas, ao comitê cabe orientar e monitorar o processo de retorno das aulas presenciais e avaliar as ações e medidas implementadas, propondo ajustes nas estratégias frente aos resultados identificados.

Secretária Socorro Neri: “Retorno será monitorado visando a segurança das crianças”. Foto: Márcia Moreira

O comitê será composto por três representantes da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por três membros da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por um membro do Ministério Público Estadual (MPE), um membro do Conselho Estadual de Educação (CEE) e um do Conselho de Diretores de Escolas Públicas (Codep).

A coordenação do comitê será exercida pela SEE, que também fornecerá apoio institucional e técnico-administrativo e será responsável pelo assessoramento e pela organização dos trabalhos. Cada membro terá um suplente, que fará as substituições em casos de ausências e impedimentos.

O coordenador do comitê poderá convidar agentes públicos, especialistas e pesquisadores de instituições públicas e privadas, além de representantes de associações para participar das reuniões, mas, nesse caso, sem direito a voto.

Retorno acontecerá em três momentos, sendo o primeiro com 50% dos estudantes. Foto: Mardilson Gomes

De acordo com a titular da SEE, Socorro Neri, o retorno presencial dos alunos será feito em três momentos distintos, sendo o primeiro deles o retorno dos alunos das séries de transição, ou seja, dos alunos do 5º ano, do 9º ano do ensino fundamental, anos finais, e do 3º ano do ensino médio.

“Cada um desses momentos será monitorado, visando criar de fato uma segurança na comunidade escolar, para que as crianças possam retornar, inicialmente em 50% das turmas, e quem sabe ainda neste ano letivo possamos fazer o retorno de 100%”, afirmou a secretária.

Por SECOM

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas