Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Governo e Ufac entregam usina de nitrogênio para a criopreservação de sêmen bovino

_________________Publicidade_________________

Ao participar do descerramento da faixa inaugural da usina de nitrogênio líquido, o secretário estadual de Produção e Agronegócios, Edivan Azevedo, representando o governo do Estado no ato, presenciou uma espera que durava 40 anos. Na manhã desta quarta-feira, 25, ele e a reitora da Universidade Federal do Acre (Ufac), Guida Aquino, entregaram o equipamento, que vai produzir nitrogênio para a criopreservação de sêmen bovino.

Descerramento da faixa inaugural da usina de nitrogênio líquido ocorreu nesta quinta-feira Foto: Diego Gurgel.

O nitrogênio produzido cria a possibilidade de que o material genético possa ser aplicado em qualquer região do estado, fortalecendo a inseminação artificial, uma prática usada para aumentar o rebanho.

A usina foi construída com recursos de uma emenda parlamentar do então deputado federal Raimundo Angelim, no valor de R$ 638 mil, com uma contrapartida de R$ 155 mil. Um termo de cessão celebrado entre a Secretaria de Produção e Agronegócios e a Ufac permitiu que a universidade abrigue e administre a usina de forma compartilhada com o Estado. Instalada ao lado do Hospital Veterinário, dentro do Campus da UFAC, a usina será administrada pela equipe da Universidade.

Usina vai produzir nitrogênio para a criopreservação de sêmen bovino. Foto: Diego Gurgel.

“A usina vai trazer um grande incentivo para melhorar a genética [animal] no Acre, que está muito defasada. Esperamos muito por este dia e agora vamos ter este instrumento ao nosso alcance “, comemorou o produtor rural Cassiano Fantim.

“Sem o governador Gladson isto não seria concretizado. É uma vitória do setor produtivo, dos pioneiros da inseminação artificial e do governo do Estado. Obrigado ao governador, é um mérito da sua gestão. Estamos hoje colocando fim a uma espera que durou 40 anos”, disse Edivan.

Secretário estadual de Produção e Agronegócios, Edivan Azevedo, disse uma vitória do setor produtivo, dos pioneiros da inseminação artificial e do governo do Estado Foto: Diego Gurgel.

O nitrogênio líquido é usado no melhoramento genético do rebanho e vai permitir o fortalecimento da bacia leiteira. O produto também tem uso medicinal, na remoção criocirúrgica de alguns tipos de câncer e lesões da pele, como também no armazenamento de tecidos, células e sangue, para evitar a oxidação das amostras.

A reitora Guida Aquino enalteceu a parceria entre a instituição e o governo estadual, que permitiu, segundo ela, um avanço tecnológico esperado há décadas pelos produtores. “Precisamos sempre atuar em parcerias. Estar aqui neste momento é histórico pelo que representa esta obra. Em se falando de ciência, tecnologia e informação, a Ufac tem que estar presente”, observou.

A reitora da Universidade, Guida Aquino, enalteceu a parceria entre a instituição e o governo estadual, que permitiu, segundo ela, um avanço tecnológico esperado há décadas pelos produtores. Foto: Diego Gurgel.

Também prestigiaram a solenidade o presidente da Federação da Agricultura do Acre, Assuero Veronez; o presidente do Instituto de Defesa Sanitária do Acre (Idaf), Francisco Thom; o diretor da Secretaria de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Reinaldo Luz; e o superintendente do Ministério do Abastecimento, Pecuária e Agricultura no Acre (Mapa), Fernando Bortoloso.

Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.
Foto: Diego Gurgel.

Via: Agência de Notícias do Acre

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas