Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Governo decreta ponto facultativo nesta sexta-feira

_________________Publicidade_________________

Em comemoração aos 119 anos da Revolução Acreana, celebrado nesta sexta, 6, o governo do Estado do Acre decreta ponto facultativo, por meio do decreto nº 7.613, de 31 de dezembro de 2020, que dispõe sobre feriados e pontos facultativos no calendário anual de 2021.

Nas unidades de Saúde do Estado, incluindo os serviços de atendimento médico especializado, serviços de apoio diagnóstico, de internação, centros cirúrgicos, UTIs e central de agendamento de cirurgias, os atendimentos não sofrerão alteração. Ficam os secretários de Estado e as demais autoridades administrativas públicas autorizados a convocar seus servidores por necessidade do serviço, dispensando da respectiva compensação os servidores que cumprirem horário nesse período.

As agências bancárias irão funcionar normalmente nessa sexta-feira.

Acre festeja 119 anos do início da Revolução Acreana

Motivo de orgulho e festa para os acreanos, o dia 6 de agosto marca o início da Revolução Acreana. Foi nesse dia, no ano de 1902, que o gaúcho Plácido de Castro começou a terceira tentativa de tornar o Acre um território independente. Estrategicamente, a data foi escolhida por ele, pois foi o mesmo dia em que a Bolívia comemora sua libertação do domínio espanhol.

Em comemoração aos 119 anos da Revolução Acreana, celebrado nesse dia 6 de agosto, o governo do Estado do Acre decreta ponto facultativo (Foto de arquivo histórico)

Plácido de Castro já havia lutado na Revolução Federalista, no Rio Grande do Sul, e estava no Acre como agrimensor. Quando iniciou sua luta pelo estado acreano, o gaúcho de 26 anos fez história com a seguinte frase: “Não é festa, é revolução!”.

O palco do começo da revolução foi o bairro Seis de Agosto, em Rio Branco, que também comemora seus 117 anos.

Apesar de a Revolução Acreana ser comemorada no dia 6 de agosto, a luta pelo território acreano e para torná-lo independente da Bolívia começou muito antes. A ocupação por brasileiros em terras acreanas, antes pertencentes à Bolívia, iniciou-se em meados de 1880. Logo, a quantidade de pessoas vindas de vários lugares do país alertou o governo boliviano.

O palco do começo da revolução foi o bairro 6 de agosto que também comemora seus 117 anos de criação em Rio Branco (Foto de arquivo histórico)

A Revolução Acreana começou de fato quando a Bolívia, no ano de 1899, estabeleceu-se no Acre e passou a cobrar impostos da borracha. A partir daí, começou a revolta brasileira.

Os combates duraram seis meses e terminaram em janeiro de 1903, com a assinatura do Tratado de Petrópolis, por meio do qual o Acre passou a ser reconhecido como parte do Brasil.

Por SECOM

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas