Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Gladson pede e recebe da Sesai maior apoio para povos indígenas do Acre

_________________Publicidade_________________

O governador Gladson Cameli esteve reunido na manhã desta quarta-feira, 7, com o secretário especial de Saúde Indígena, Robson Santos da Silva, para levar ao seu conhecimento várias reivindicações dos povos da floresta do Acre. Cameli esteve acompanhado da senadora Mailza Gomes, que marcou a audiência; do titular da Secretaria Extraordinária de Assuntos Governamentais (Segov), Alysson Bestene; do chefe da Casa Civil, Flávio Pereira, e do titular da Representação do Estado do Acre (Repac) em Brasília, Ricardo França.

Reforma das unidades de Casa de Apoio à Saúde Indígena (Casai) foi uma das principais reivindicações. Foto: cedida

Gladson iniciou sua fala elogiando o trabalho feito pela senadora Mailza em prol dos povos indígenas do Acre, trabalho realizado em conjunto com o governo do Estado, em busca de soluções para os diversos problemas nas aldeias.

A senadora reafirmou seu comprometimento com os diversos povos indígenas do Acre. “Apresentei várias fotos e documentos que comprovam o que o governador solicitou para melhorias nas condições de vida dos indígenas”, destacou a senadora.

Cameli relatou ao secretário Robson Santos suas visitas às diversas aldeias no interior do Acre, quando viu de perto a realidade que muitas vezes é mascarada por grupos que se dizem defensores das causas dos índios.

Casai

A reforma das unidades de Casa de Apoio à Saúde Indígena (Casai) foi uma das principais reivindicações feitas pelos índios ao governador em suas visitas às aldeias. As instituições oferecem abrigo e apoio aos índios que vão se tratar nos núcleos do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) em Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

Cameli expôs ao secretário a precariedade na estrutura física das Casai, pedindo urgência na reestruturação das unidades. Foto: cedida

Os distritos são responsáveis por todos os polos (unidades de atenção básica) e por atender os pacientes de determinada região. Os profissionais identificam pacientes que precisam de atendimento especializado, que não pode ser feito na unidade.

Após a identificação, os pacientes são encaminhados para as casas de apoio. Então é realizado o agendamento do serviço e os polos ficam responsáveis pelo deslocamento dos pacientes até as unidades.

Após o relato desse trabalho complexo de hospedagem e apoio aos doentes, Cameli expôs ao secretário a precariedade na estrutura física das Casai, pedindo urgência na reestruturação das unidades.

Robson Santos esclareceu, por meio de seus assessores, que o projeto de reforma já está em andamento, e que, após a aprovação, será feita a licitação para o início das obras.

O representante Ricardo França colocou-se à disposição do secretário Robson Santos, ressaltando o elo entre a Repac e o governo federal, como forma de dinamizar as informações e documentações que se fizerem necessárias para um trabalho conjunto entre a secretaria e o governo do Estado.

Brigada de Incêndio Indígena

Uma das ideias lançadas na reunião foi a composição de uma brigada de incêndio formada pelos próprios índios. Caso se concretize o projeto, terá apoio, garantido pelo secretário, na busca de recursos para sua realização.

Cameli agradeceu todo o apoio de Santos e o convidou para uma visita ao Acre.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas