Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Gladson apoia decisão do STF sobre liberação de cultos religiosos: “Faz bem ao emocional”

Uma coletiva à imprensa será realizada ainda nesta segunda-feira (5), às 17h, para tratar da questão.

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Kássio Nunes Marques liberou neste sábado (3) a realização de missas e cultos religiosos em todo o Brasil, no momento em que o país enfrenta um dos piores momentos da pandemia do novo coronavírus.

Com a decisão monocrática – sem o consenso dos demais magistrados -, Estados e municípios ficam impedidos de editar normas que proíbam celebrações religiosas presenciais como medida de enfrentamento à pandemia.

A liberação parece ter sido vista com bons olhos pelo governador do Acre, Gladson Cameli.

A reportagem entrou em contato com a porta-voz do Governo, Mirla Miranda, para saber qual o posicionamento do chefe do executivo sobre o assunto.

“O posicionamento pessoal do governador é o de que os cultos têm que continuar. Ele entende que faz bem ao emocional das pessoas nesse momento. Ele fala isso com frequência e externou várias vezes”, disse Miranda.

Mirla acrescentou que mesmo diante do que pensa o governador, o Estado deverá anunciar, por meio do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, o que será feito a partir da decisão tomada no STF.

“O comitê deve decidir o que será feito, mas o governador é sempre muito enfático ao dizer que ele quer que as igrejas funcionem”, finalizou.

Uma coletiva à imprensa será realizada ainda nesta segunda-feira (5), às 17h, para tratar da questão.

A colunista do site UOL, Mônica Bergamo anunciou nesta segunda que o plenário da Corte Suprema deve derrubar decisão de Kássio Nunes. Diversas lideranças políticas no Brasil questionaram a liberação e criticaram o jurista.

ContilNet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas