Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Gladson agradece à ministra Tereza Cristina a certificação internacional de zona livre de Aftosa sem vacinação

_________________Publicidade_________________

O governador Gladson Cameli fez questão de agradecer pessoalmente, na tarde de segunda-feira, 31, à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, pelo empenho e apoio ao estado para que saísse na última quinta-feira, 27, o inédito certificado de Zona Livre de Febre Aftosa sem Vacinação com Reconhecimento Internacional, chancelado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

O encontro com a ministra teve a participação do deputado federal Alan Rick, do deputado estadual Manoel Moraes, do secretário de Estado da Saúde, Alysson Bestene, e do chefe da Representação do Acre em Brasília, Ricardo França.

Gladson salientou à ministra que o Acre tem para com ela um pleito de gratidão por seu esforço em acompanhar todo o processo, instruindo e cobrando o que era necessário para se chegar a um resultado excelente como o alcançado.

“Queremos externar nossa gratidão à ministra, e nos colocar à disposição para o que for preciso por parte do Estado do Acre para que esse relacionamento com o governo federal continue, trazendo progresso e desenvolvimento para o povo do Acre. Agora, teremos novas oportunidades de negócios, de emprego, de renda, e de lucro em um dos setores mais fortes do estado. Fazer o agronegócio com responsabilidade ambiental é o que vai nos fazer progredir” disse Cameli.

Gladson salientou à ministra que o Acre tem para com ela um pleito de gratidão por seu esforço em acompanhar todo o processo, instruindo e cobrando o que era necessário para se chegar a um resultado excelente como o alcançado Fotos: Cedidas

O território acreano possui, aproximadamente, 3,5 milhões de bovinos que geram, anualmente, renda de R$ 1,5 bilhão. Há 14 anos, o estado era reconhecido internacionalmente pela OIE como Zona Livre de Aftosa, porém com vacinação. Mas, desde novembro de 2019, a aplicação da vacina contra a doença deixou de ser obrigatória, após uma série de medidas adotadas pelo Estado em parceria com o governo federal.

Com essa certificação, o Acre abre mercados internacionais importantes para os seus produtos de origem bovina, que passam a ter sua comercialização e exportação liberadas para praticamente todas as regiões do mundo, o que fortalece ainda mais o agronegócio e contribui para o desenvolvimento econômico.

A ministra Tereza Cristina assegurou a continuidade do apoio de seu ministério ao Acre e que espera que esse trabalho conjunto traga sempre prosperidade para a população e o desenvolvimento acentuado do agronegócio, inclusive com a participação de grandes empresas do setor, investindo na região.

Por SECOM

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas