14 de agosto de 2022   |   04:54  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Gato desaparece de condomínio em Rio Branco e dona oferece recompensa de R$ 3 mil para quem devolvê-lo

Pet faz parte da família há cerca de seis anos e tem sido fundamental na terapia de um dos membros que tem ansiedade e depressão.

_________________Publicidade_________________

A dona do gato Bartolomeu está oferecendo uma recompensa de R$ 3 mil para quem encontrar o pet e devolver. O animal de estimação desapareceu do condomínio onde a família mora, no Habitar Brasil, em Rio Branco, no último dia 8 de julho.

A médica Aline Martins que é a dona do pet, disse que ele tem aproximadamente seis anos, de cor amarela e detalhes brancos, não tem raça definida, e é meio arisco com pessoas desconhecidas.

“Está sendo um sofrimento muito grande para mim que sou a dona e para a família porque é um gatinho de família. É um pet que tem uma importância e a gente está mesmo desesperado e em sofrimento profundo”, disse.

Ela conta que o gato sempre costumava circular pelo condomínio, mas não saía para a rua. O medo é de ele estar em local distante e não sabe retornar.

“Moro no condomínio, e ele sempre saía e dava uma voltinha e voltava, mas sem sair para a rua, e a gente estranhou, de uma hora para outra, ele ter desaparecido. Existe uma suspeita que, de repente, ele pode ter sido extraviado por alguém que não simpatize muito com os pets, e ter levado e soltado em outra localidade e até em virtude disso, com a possibilidade de estar em outro bairro, estamos divulgando”, disse.

Aline disse que referiu não registrar uma ocorrência, mas faz os anúncios com a oferta de recompensa, principalmente porque Bartolomeu é um gato de família e que tem sito terapêutico para o irmão que sofre com ansiedade e depressão.

“Ele está com a família há algum tempo e meu irmão que tem uma patologia psiquiátrica faz tratamento psicotrópico, e esse gatinho vem desde sempre simbolizando uma história de superação dentro desse tratamento. Meu irmão sofre de ansiedade e depressão e o gatinho ajuda muito nesse sentido de controlar. Desde que a gente tem esse pet, junto com o tratamento medicamentoso, bem como os outros tratamentos, percebemos que as crises diminuíram consideravelmente”, relatou ao pedir que quem tiver informação entre em contato.

Com informações g1.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS