Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Garrafa de vinho enviada ao espaço está à venda por US$ 1 milhão

Os lucros serão usados para financiar futuras missões espaciais

_________________Publicidade_________________

Quem é apaixonado por vinho e adora uma novidade agora poderá se surpreender com um vinho, literalmente, de outro mundo. Uma garrafa de vinho Bordeaux que passou 14 meses decantando na Estação Espacial Internacional (ISS) está à venda e pronta para ser degustada. Quer dizer: para quem estiver disposto a desembolsar US$ 1 milhão.

A casa de leilões Christie’s disse em um comunicado que está oferecendo a garrafa para venda imediata, ao invés de leilão. Os lucros serão usados para financiar futuras missões espaciais. A venda é resultado de um experimento feito pela startup Space Cargo Unlimited, que enviou o Château Pétrus 2000 ao espaço para ver como tais condições afetam a bebida.

Tim Triptree, diretor internacional de vinhos e destilados da Christie’s, disse que o produto vale US$ 1 milhão pela sua raridade. “Recebemos muitas propostas de interessados. Este é apenas um pedaço da história do espaço”, disse. Segundo o porta-voz, a garrafa irá agradar tanto os conhecedores de vinhos quanto os amantes do espaço.

A garrafa é uma das 12 enviadas ao espaço em novembro de 2019 e que voltou em janeiro de 2021. Triptree disse que esta é a única dos 12 que será colocada à venda. Oito serão guardadas para pesquisas futuras e três foram abertas para degustação, acrescentou. “Os relatórios são de que está com um gosto fantasticamente bom”, disse. Outra caixa de vinho está voltando do espaço para a Terra, mas ainda sem data de aterrissagem.

Em março, um grupo de especialistas foi convidado a degustar o vinho espacial ao lado de uma taça da mesma variedade que havia ficado na Terra, sem saber a procedência deles. A escritora de vinhos Jane Anson, que fez parte do grupo, disse  que a aventura acima da estratosfera acrescentou à bebida cerca de dois a três anos de maturidade.

“Descobri que havia uma diferença tanto na cor, quanto nos aromas e no sabor. Parecia um pouco mais velho, um pouco mais evoluído do que o vinho que permaneceu na Terra”, disse. Ela também detalhou que os taninos do vinho cósmico eram mais evoluídos e tinham um caráter mais floral.

Château Pétrus é a vinícola mais famosa de Pomerol, uma região de Bordeaux conhecida por sua produção de Merlot. Uma garrafa normal e terrestre da mesma safra custa cerca de US$ 6.000.

via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas