Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Gabriel Medina faz aas pazes com o pai, em meio a polêmicas com a mãe: “Choramos muito”

_________________Publicidade_________________

Depois de uma relação estremecida por 20 anos, Gabriel Medina voltou a se aproximar do pai, Cláudio Ferreira. O reencontro se dá em meio a polêmicas do surfista com a mãe e o padrasto, que administravam o seu patrimônio.

“Só esse ano que ele veio falar comigo. Muitas das coisas que aconteceram, Gabriel desconhecia, porque a mãe dele sempre falou muito mal de mim. E eu disse que a verdade é ‘essa, essa, essa’. A gente conversou muito, chorou muito. Ele falou: ‘Pai, me perdoa. Desculpa ter errado esses anos todos’. Eu também pedi perdão. Eu, muitas vezes, pensei mal dele, achava que ele não queria me ver, mas era a Simone fazendo as coisas por trás, e a gente era envolvido. Graças a Deus, permaneceu a verdade. Estamos vivendo a verdade hoje em dia”, disse Cláudio, em entrevista a Demétrio Vecchioli, do “Olhar olímpico”.

O pai do surfista, que também mora em Maresias, interior de São Paulo, mas sem uma vida de luxo, disse que a reaproximação começou quando Medina ainda namorava Tayná Hanada. E que com a chegada de Yasmin Brunet na vida do filho, os laços entre eles se estreitaram ainda mais.

“Quando Gabriel teve oportunidade, ele me apresentou a Yasmin. Ela começou falar para o meu filho: ‘Sua mãe fala dele de um jeito, mas quando eu venho aqui, eu estou conversando com ele normal, sincero, não estou entendendo. Você precisa falar com seu pai mais’. Foi quando eles foram para o Havaí e casaram. Uma hora antes, meu filho me ligou, me contou e eu abençoei o casamento. Quando ele voltou e foi contar para a mãe, a Simone não gostou”.

Gabriel Medina e Yasmin Brunet
Gabriel Medina e Yasmin Brunet Foto: Reprodução – Instagram

Fim do Instituto Medina

Após imagens do Instituto Gabriel Medina abandonado começarem a circular pelas redes sociais, a mãe do surfista, Simone Medina, se pronunciou sobre o caso. Ela nega que tenha sido ela responsável pelo fechamento do projeto, que fica no litoral de São Paulo. Argumenta que era presidente da instituição, mas deixou o cargo após o rompimento com o filho, que aconteceu há alguns meses.

Simone e Gabriel Medina
Simone e Gabriel Medina Foto: Reprodução – Instagram

“Ele (o Gabriel) era o dono do instituto, e eu apenas a presidente, afinal levava o nome dele, enquanto eu trabalhava voluntariamente. Aliás, Gabriel exigiu que eu e Charles (marido de Simone, padrasto e ex-treinador de Gabriel) renunciássemos aos cargos, e nos proibiu de usar seu nome e imagem”, disse Simone, à Folha de São Paulo.

Imagem circula nas redes sociais
Imagem circula nas redes sociais Foto: Reprodução – Instagram

O perfil nas redes sociais do instituto também não é atualizado há meses: a última publicação foi realizada em julho do ano passado. Ao tentar acessar o portal do projeto, a página fica fora do ar.

No instituto, antes de ter essa aparência de abandonado, eram oferecidas aulas de surfe para crianças, adolescentes e atletas, educação esportiva, além de campanhas para doações de cestas básicas. “Está fechado e foi retirado troféus, sua história e o mais importante: os adolescentes que lá frequentavam…. É muito triste”, consta de um comentário na web. “Meu Deus, fechou o Instituto Gabriel Medina”, diz outro.

Simone diz ainda que espera que Gabriel possa reabrir o local com uma nova equipe. “Espero, do fundo do meu coração, que isso aconteça. Eram muitos empregos e sonhos envolvidos. Nem ia me explicar, pois, para mim, era uma satisfação trabalhar com as crianças. Mas, por elas e pelos funcionários que convivo há tantos anos e são como família, estou me pronunciando. Deus abençoe esta nova fase”, acrescenta ela à publicação.

via-Extra

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas