Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Funcionário reage e mata criminoso a tiros durante assalto em escola na Capital

O servidor que reagiu e uma outra trabalhadora ficaram gravemente feridos e foram levados ao Pronto Socorro

_________________Publicidade_________________

Dois funcionários públicos, sendo um homem de 31 anos e uma mulher de 50 anos, foram feridos a tiros, na tarde desta sexta-feira (16), na Rua São Francisco, no Conjunto Tangará, em Rio Branco. Na mesma ação, um criminoso foi morto com vários tiros.

Segundo informações da polícia, dois criminosos chegaram em uma motocicleta na frente da Escola Estadual Lourival Sombra P. Lima, e um dos bandidos, de posse de uma arma de fogo, desceu do veículo e foi até a secretaria da escola, onde rendeu cerca de 4 funcionários que estavam trabalhando no local.

Um dos assaltantes foi morto/Foto: Ithamar/ContilNet

Um dos funcionários que é secretário escolar, estava armado e acabou trocando tiros com o bandido. Na troca de tiros, o funcionário foi ferido com três disparos, sendo um no peito, um no abdômen e um na mão. Uma funcionária foi atingida por um tiro que transfixou o corpo dela.

O bandido também foi baleado durante o confronto e foi morto com cerca de 15 tiros, que acertaram o peito, as costas e braço dele. Após a ação, o comparsa que estava aguardando do lado de fora na motocicleta não conseguiu dirigir o veículo, deixou a moto caída no local e fugiu.https://videopress.com/embed/5CHwn0aB?hd=1&loop=0&autoPlay=0&permalink=1

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, prestou os primeiros atendimentos aos dois funcionários e encaminhou as vítimas ao pronto-socorro de Rio Branco. O estado de saúde dos funcionários é considerado gravíssimo.

WhatsApp Image 2021-07-16 at 3.22.04 PM

WhatsApp Image 2021-07-16 at 3.19.49 PM

A Polícia Militar esteve no local e acabaram isolando a área para os trabalhos da perícia. Agentes do Instituto Médico Legal (IML) recolheram o corpo e levaram para a sede, onde serão realizados os devidos exames cadavéricos.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Via-Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas