Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Funcionamento da ZPE com expertise internacional contribuirá para o desenvolvimento do Acre

A avaliação é do representante do governo em Brasília, Ricardo França, que desenvolveu, junto com a Seict, medidas que culminaram com a venda da ZPE 

O chefe da Representação do Governo do Acre em Brasília – Repac, Ricardo França, comemorou a venda da Zona de Processamento e Exportação (ZPE) do Acre, confirmada nesta sexta-feira, 16. Esse foi um trabalho desenvolvido pela Repac, por determinação do governador Gladson Cameli, junto com a Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia – Seict. Um grupo chinês venceu o leilão.

“A determinação do governador Gladson é a realização de todos os esforços para levar desenvolvimento para o Acre, porque isso significa gerar emprego, renda e vida melhor para a população. E estou certo de que o funcionamento da ZPE, aliada à expertise internacional e à saída para os Portos do Pacífico, contribuirá decisivamente neste sentido”, disse Ricardo França.

Um grupo chinês venceu o leilão da ZPE nesta sexta Foto: Arquivo.

A Repac é responsável por defender os interesses do Acre a partir da capital do País, em parceria com as secretarias de Estado e demais órgãos do governo. Com este objetivo, contribuiu com a Seict nas ações que visavam colocar a Zona de Processamento de Exportação do Estado em operação, o que incluiu desde o estudo de viabilidade necessário à organização de viagem para a China, em outubro de 2019, com a presença do governador Gladson Cameli, para mostrar o potencial da ZPE a empresários locais.

“Nossa função é exatamente essa, prospectar oportunidades, destravar e resolver problemas, orientar a contribuir com todos os órgãos do governo na busca de melhorias para o Estado”, explicou Ricardo França, destacando o papel essencial do governador Gladson Cameli e do titular da Seict, secretário Anderson Lima, para o sucesso da iniciativa.

Chefe da Representação do Governo do Acre em Brasília, Ricardo França, avalia de forma positiva a venda da ZPE Foto: Arquivo.

“Todo o trabalho foi feito por determinação do governador Gladson Cameli, que se empenhou pessoalmente para a concretização da iniciativa visando transformar um problema em solução, já que a ZPE parada gera prejuízo ao Estado e funcionando produz ganhos e desenvolvimento”, disse o representante do governo em Brasília.

França reforçou “a dedicação e persistência do secretário da Seict, Anderson Lima, no atendimento e cumprimento das exigências para possibilitar o sucesso da iniciativa que resultará em ganhos para a população que é, ao final, para quem o governo trabalha”.

Apoio fundamental

O titular da Seict, Anderson Lima, também destacou o trabalho em equipe para concretizar a iniciativa, em especial o apoio da Repac. “O embrião da venda da ZPE nasceu em reuniões na Representação do Acre em Brasília, com o representante Ricardo França, e é fruto da parceria com a Repac, que foi fundamental para conseguirmos essa vitória com iniciativas que incluíram planejamento e ações concretas para darmos esse importante passo para o desenvolvimento do Estado”, afirmou.

Titular da Seict, Anderson Lima, destacou o trabalho em equipe para concretizar a iniciativa Foto: José Caminha/Secom.

Na avaliação do secretário, esse é apenas um exemplo da importância do trabalho desenvolvido pela Representação do Governo do Acre em Brasília no apoio aos órgãos do governo.

“Acredito que a Repac é um dos órgãos mais importantes da estrutura governamental, porque dá o suporte para que os demais desenvolvam seus trabalhos fazendo os contatos, acompanhamentos de projetos e demandas, buscando soluções de problemas e contribuindo para viabilizar recursos e apoios que precisamos dos órgãos federais”, afirmou.

SECOM/ Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas