Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Frank Lima autoriza vacinação de professores, alunos e recepcionistas da Uninorte; MP vai investigar a questão

O secretário de Saúde de Rio Branco, Frank Lima, autorizou a aplicação da primeira dose da vacina contra o coronavírus em alunos e funcionários do Centro Universitário Uninorte. A vacinação ocorreu nesta quarta-feira, dia 07, enquanto os idosos da comunidade não estão podendo tomar a primeira dose do imunizante.

Um documento ao qual teve acesso portal Notícias da Hora, enviado às instituições de ensino superior da cidade, nesta quarta, assinado por Frank Lima, deixa claro que para a vacinação é necessário apresentar uma planilha com os nomes e qualificações das pessoas que estão sendo indicadas.

Além disso, o documento estipula regras para que a pessoa possa receber a dose do imunizante. Frank diz que para isso é necessário estar no último período do curso, estar também atuando, sob regime de estágio, nos laboratórios, unidades de saúde da rede ou clinicas ligadas à pasta.

No caso do Centro Universitário, segundo confirmou a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), além dos alunos que fazem estágio, os profissionais que atendem na Clínica de Odontologia, que fica anexo ao Campus da Uninorte, também foram vacinados, incluindo os professores do curso e dois recepcionistas que atuam no local.

Questionado, o secretário tentou justificar a autorização alegando que os alunos integram o grupo prioritário de vacinação, tendo em vista que são tratados como profissionais de saúde. “Os alunos-estagiários da área da Saúde da Uninorte, UFAC, UNIMETA, estão dentro da cota de profissionais da saúde, de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde”, pontuou o gestor.

O secretário também destacou que de fato não há novas doses para os idosos da comunidade, mas que, independente disso, as doses aplicadas nos estagiários não poderiam ser utilizadas para aplicação nos idosos, pois integram lote discriminado e separado do destinado ao público da comunidade.

“Nesse momento há falta realmente de Vacinas de primeira dose para idosos. As vacinas para os profissionais da saúde vêm em lotes específicos, e são aplicadas de forma mais lenta pra poder atender os profissionais da saúde e, ao mesmo tempo, o protocolo do Ministério da Saúde”, completa Frank Lima.

Procurada pela reportagem, a assessoria do Ministério Público do Acre  (MPAC) que informou que a instituição vai apurar em que consequências aconteceu a vacinação de estagiários e serviores que prestam serviços em cusos lugados a área de saúde na Uninorte.

A assessoria informou ainda, que o MP vai solicitar a relação das pessoas vacinadas na instituição de ensino. A vacinação dos acadêmicos deve continuar pelos próximos dias, à medida que as instituições de ensino forem informando a listagem à Semsa.

DOCUMENTOSEMSA

Notícias da Hora

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas