Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Foto de catadora de recicláveis concorre a prêmio internacional: ‘a historia da moça em um olhar’

_________________Publicidade_________________

A rotina de milhares resumida em imagem. O registro de um fotógrafo de Três Pontas (MG) está concorrendo a um prêmio de um concurso internacional cujo tema é “sustentabilidade”. A fotografia eterniza um dia de trabalho de Maria Rosa Lúcia, uma catadora de recicláveis. A foto já é a mais curtida de uma das etapas do concurso, que premiará a melhor por meio do voto popular.

As fotos foram feitas pelo fotógrafo Milton Lima no galpão da Associação Trespontana de Catadores de Materiais Recicláveis da cidade, que existe há 14 anos. Os 17 associados são responsáveis por recolherem entre 55 e 70 mil quilos de recicláveis por mês. Cenário ideal para que o fotógrafo produzisse as fotos para o concurso.

Depois de alguns cliques, Milton fez a foto preferida dos jurados e do público. A imagem mostra a trabalhadora segurando os materiais coletados com um sorriso preso e olhos chamativos.

“Eu pensei: ‘eu acho que ali tem foto expressiva, ali tem história para contar’. Fui lá, fiz uma série de fotos e mandei dez fotos para o concurso e eles escolheram essa. Essa foto pra mim tem muita expressão, tem muito olhar, tem força, ela conta a historia toda da moça em um olhar”, contou o fotógrafo.

Foto de catadora de recicláveis de MG concorre a prêmio internacional — Foto: Reprodução/EPTV

Foto de catadora de recicláveis de MG concorre a prêmio internacional — Foto: Reprodução/EPTV

A dona do olhar eternizado na fotografia é Maria Rosa Lúcia. Há quase cinco anos ela trabalha na associação junto com o marido.

“Nasci na roça, fui criada na roça, depois vim para a cidade. Tenho quatro filhos, tenho uma neta, somos uma família de 11 irmãos. Viemos para a cidade, estudei, fiz curso de culinária. Ai quando o desemprego vem, a gente precisa cuidar da família”, contou Maria.

O olhar que atraiu a atenção dos jurados é repleto de histórias, sonhos e redescobertas. Para ela, apesar de sonhar em ser advogada, foi na associação de recicláveis que ela encontrou sua real missão de vida e que conquistou o mundo.

“Meu sonho mesmo era ser advogada, porque eu tinha vontade de cuidar das pessoas, mas eu não sabia que Deus colocou na minha mão um destino muito maior, que é cuidar do meio ambiente, como separar o lixo. Depois que eu entrei aqui, eu me apaixonei pelo trabalho. Além de tirar o sustento, a gente protege esse mundo lindo que Deus deixar pra gente”, afirmou.

O concurso

Mais de sete mil fotos foram enviadas para o concurso internacional. São imagens de 120 países diferentes e a brasileira está entre os finalistas. Além da atenção dos jurados, a foto conquistou a atenção do público em um concurso que ocorre entre as finalistas nas redes sociais.

A foto já tem mais de duas mil curtidas. O vencedor do concurso vai ganhar uma exposição internacional. 

“Pra mim, ter esta foto exposta lá fora é um grande reconhecimento, A foto vencedora, desta etapa, é a foto que tiver mais curtidas nas redes sociais. Tenho uma paixão enorme por fotografia. Ver hoje o meu trabalho sendo reconhecido internacionalmente é indescritível”, afirmou o fotógrafo.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas