Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Força Integrada de Combate ao Crime Organizado prende 4 pessoas em Porto Walter e Marechal Thaumaturgo

_________________Publicidade_________________

Ascom/Polícia Civil

Em desdobramento da operação “Partum” a Polícia Civil por meio dos nucleos das Delegacias de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) de Cruzeiro do Sul em operação conjunta com o Departamento de Polícia da Capital e do Interior (DPCI) e 6° Batalhão da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul e Insituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBIO) deflagraram nas primeiras horas desta sexta-feira, 23, operação de cumprimento de nove mandados de busca e apreensão e mais quatro mandados de prisões preventiva, que resultaram na prisão de quatro pessoas com envolvimento em organizacao criminosa no município de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter.

A operação “Partum” teve inicio no dia 6 de abril e foi deflagrada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado – FICCO, composta pela Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar.

Em continuidade às ações operacionais direcionadas contra facções criminosas atuantes no narcotráfico e crimes violentos que operam dentro e fora do sistema prisional do estado do Acre foi possível realizar levantamento e colher informações que possibilitou a prisão de quatro pessoas nesta sexta-feira, 23.

A operação em Marechal contou com cerca de 18 policiais entre civis e militares, que cumprem 13 ordens judiciais expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas – TJAC, contra integrantes da facção criminosa investigada.

Os mandados foram cumpridos na cidade Marechal Thaumaturgo.

As investigações tiveram início em 2019 no município de Cruzeiro do Sul – AC, após a prisão em flagrante de um dos integrantes da facção pelos crimes de tráfico ilícito de drogas e organização criminosa.

Os presos, após as formalidades legais, ficarão à disposição da Justiça.

A ação faz parte da estratégia em combater esse tipo de crime através do trabalho conjunto entre as forças de segurança pública e justiça criminal (Polícias Federal, Civil, Militar e Ministério Público) e está alinhada com as diretrizes da FICCO, uma vez que a prisão de lideranças, juntamente com a das organizações criminosas e a cooperação jurídica internacional baseiam a atuação da FORÇA INTEGRADA no enfrentamento ao tráfico de drogas, armas e às facções criminosas.

A investigação conduzida pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Acre foi chamada de “Partum”.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas