22 de maio de 2022   |   12:53  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

FestCineMulher homenageia duas mulheres que influenciaram a cultura acreana, entre elas a professora Maria José Bezerra

_________________Publicidade_________________

A Associação Acreana de Cinema-ASACINE concede homenagens para duas grandes mulheres que contribuíram de forma significativa para o cinema e para a educação de nosso Estado, dentre as quais Elaís Meira Eluan (in memoriam) e a professora Drª. Maria José Bezerra, imortal da Academia Acreana de Letras (AAL). O evento aconteceu no Teatro Hélio Melo, dentro das programações de encerramento do II FestCineMulher-edição 2022.

Professora Dr.ª Maria José Bezerra imortal da Academia Acreana de Letras (AAL) recebe homenagens na festa de encerramento do FestCineMulher-edição 2022 no Theatro Hélio Melo.

Segundo Enilson Amorim estas duas figuras de nossa cultura representam muito bem a força das mulheres acreanas em todos os seguimentos das manifestações artísticas. Além das homenagens teremos as exibições de quatro curtas-metragens de cineastas acreanas, apresentação musical com a cantora Helen Veiga e um recital poético com Alessandro Borges.

O II FestCineMulher é um projeto financiado pelo Fundo Municipal de Cultura cujo órgão gestor é a Fundação Garibaldi Brasil (FGB) e conta com o apoio da Fundação Elias Mansour (FEM), Instituto Federal do Acre (IFAC) e a Academia Acreana de Letras (AAL). O projeto está sendo realizado pela Associação Acreana de Cinema (ASACINE). Além das atividades de encerramento de hoje, o II FestCineMulher está promovendo desde o dia 26 a partir das 16 horas no Theatro Hélio Melo, uma oficina de edição de imagens com o jornalista e repórter cinematográfico Oscar Xavier.

Elaís Meira Eluan (in memorian), artista plástica e musicista, uma das mulheres homenageadas no II FestCineMulher-Edição-2022

Segundo o cineasta Adalberto Queiroz de Melo, “a professora Elaís Meira foi uma docente que se dedicou com afinco aos estudos das artes através da dança, pintura e principalmente da música. Companheira do maestro Sandoval dos Anjos ela cedeu provisoriamente a sua casa localizada na Rua Thaumaturgo de Azevedo número 105, para as reuniões do Grupo Ecaja Filmes, num período em que o Estado fazia pouco caso com o nosso cinema. Com esta atitude tão nobre, esta mulher acabou nos renovando e nos dando sustentáculo para que os nossos sonhos se tornassem realidade”. Comenta Queiroz bastante emocionado.

Segundo Enilson Amorim, Presidente da ASACINE, a segunda mulher homenageada será a professora Dr. ª Maria José Bezerra. Para Amorim, “esta mulher é possuidora de um currículo intelectual de fazer qualquer marmanjo se curvar diante dela. Membro imortal da Academia Acreana de Letras (AAL) Maria José Bezerra, foi uma dedicada docente que, durante décadas na Universidade Federal do Acre (UFAC) formou inúmeros professores, Mestres e Doutores. Autora de livros e dezenas de artigos publicados em Universidades espalhadas em todo país esta professora oriunda do Estado do Pernambuco chegou ao Acre em meados dos anos 80 e acabou se apaixonando por estas terras e se dedicando ao estudo da Amazônia e de seus habitantes como índios, ribeirinhos e seringueiros, buscando através de sua escrita manter viva a memória dos povos do Acre e da Amazônia. Uma mulher como ela, merece todas as homenagens possíveis”, finaliza o escritor Enilson Amorim, que também é membro da Academia Acreana de Letras (AAL).

Por Acre News

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS