Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Farmacêutica reinfectada tem complicações pós-Covid: “minha saúde nunca mais foi a mesma”

_________________Publicidade_________________

A farmacêutica Lauane Cunha de Oliveira, de 26 anos, está internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruzeiro do Sul com infecção intestinal. O problema é resultado de complicação pós-Covid-19. Ela foi contaminada duas vezes pelo coronavírus.

Lauane confirmou a doença pela primeira vez em maio de 2020 e a reinfecção veio em março deste ano. Em nenhuma das vezes ficou internada, mas os sintomas foram fortes nas duas ocasiões: na primeira teve coágulo nos pulmões, falta de ar e  cansaço  extremo. Na segunda, sentiu tontura, náusea e mais uma vez, cansaço extremo.

Ela conta que o estado geral de saúde nunca mais foi o mesmo após a reinfecçao. “Eu não pegava nem gripe e agora pego qualquer coisa.  Minha saúde nunca mais foi a mesma e agora estou internada com infecção intestinal”, ressalta, aconselhando às pessoas, que cumpram as medidas sanitárias e de distanciamento como forma de evitar a doença.

Sesacre monitora casos de reinfecçao

A secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou que monitora 150 pessoas no  Estado por suspeita de reinfecção da Covid-19. A informação foi dada  pela secretária-adjunta de Saúde, Paula Mariano, em entrevista ao jornalismo da TV Acre.

Segundo ela, o Estado aguarda o resultado de amostras enviadas para o Laboratório Evandro Chagas, em Belém,  para saber se novas variantes circulam no Acre. “Estamos aguardando as novas que foram enviadas. Temos ainda a suspeita de reinfecção em 150 pessoas”, contou.

Por enquanto, a farmacêutica Lauane não foi contatada pela Sesacre, que monitora os casos de quem foi infectada mais de uma vez pelo Covid-19.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas