30 de junho de 2022   |   14:31  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Família de empresário é feita refém durante assalto a residência em Porto Walter

O empresário foi levado, em seu próprio carro, pelos criminosos até o Ramal São Francisco e liberado em seguida.

_________________Publicidade_________________

Redação Juruá Online

Na madrugada do último sábado (18) para domingo (19), a residência do empresário Agildo Oliveira foi alvo de um assalto na cidade de Porto Walter. A ação é a segunda do tipo ocorrida na cidade nos últimos 60 dias. São ações de criminosos parecidas, como foi recentemente com outro empresário de Porto Walter.

Em entrevista a TV Juruá, o Comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, Edvan Rogério, explicou como o crime ocorreu. “Três agentes aproveitaram uma janela aberta, invadiram a residência, fizeram a família de refém e a mantiveram em cárcere privado, momentaneamente, até finalizar o assalto”. Por fim, o empresário foi levado, em seu próprio carro, pelos criminosos até o Ramal São Francisco e liberado em seguida. Ele voltou sem ferimentos para casa com o veículo. Entre celulares, joias e roupas, a família estima um prejuízo de aproximadamente 15 mil reais.

O fato relembra outra ocorrência recente na cidade, onde empresário e ex-prefeito de Porto Walter foram alvos de um assalto e sequestro, porém sem o emprego de violência por parte dos criminosos.

Perguntado sobre alguma possível relação entre os crimes, o Comandante afirmou que os fatos, possivelmente, não estão interligados.

“Pelo que a gente apurou, até o momento, não se trata do mesmo grupo. Nada descartado ainda, mas possivelmente não estaria no mesmo grupo. A abordagem foi bem diferente, realmente não houve violência. Não aconteceu ali a agressão física, mas teve a violência psicológica, principalmente para achar onde estavam as jóias e a arma de fogo que dono da residência possuía. Um rifle calibre 22 foi levado no momento do roubo”.

Até o momento ninguém foi preso, porém uma linha de investigação da Policia Militar em Porto Walter, juntamente com a Polícia Civil, já está trabalhando na identificação dos autores.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas