Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Ex-BBB do AC tem pedido negado pela Justiça para retirar vídeos do YouTube

_________________Publicidade_________________

“Uma decisão absurda. Eu irei recorrer. Não se trata de uma questão financeira”.

A justiça do Acre negou nesta sexta-feira (23), por decisão da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, o pedido do ex-BBB e acreano Vanderson Brito para retirar vídeos publicados no YouTube – que ele considera ofensivos à sua imagem – e receber indenização por danos morais.

A juíza responsável pelo caso, Thais Kalil, entendeu que não há nas imagens mais do que a veiculação de fatos públicos. Para a magistrada, também não foi comprovada qualquer ilicitude praticada pela empresa.

Vanderson foi expulso do reality show após acusações de agressão, estupro e assédio. A delegada Rita Salim, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá (DEAM), no Rio de Janeiro, esteve nos Estúdios Globo na época e intimou o participante a prestar depoimento em inquérito instaurado por conta das denúncias feitas contra ele. Quando um participante deixa a casa e possui contato com o mundo externo, é desclassificado automaticamente.

Após o fato, Vanderson Brito foi inocentado e teve todas as denúncias contra ele arquivadas por falta de provas pelo MPAC (Ministério Público de Estado do Acre).

Vanderson Brito (Foto: Reprodução/Instagram)

O acreano entende que os vídeos divulgados no Youtube constituem dano moral, além de difamação, injúria e calúnia contra sua pessoa.

“Limitaram-se a noticiar o ocorrido, havendo registro em todos eles no sentido de que não havia certeza da culpa do autor”, concluiu a magistrada.

A sentença condena Vanderson ao pagamento das despesas processuais e honorários advocatícios.

Procurado pela reportagem, Brito disse que irá recorrer contra a decisão, considerada absurda por ele.

“Uma decisão absurda. Eu irei recorrer. Não se trata de uma questão financeira. Só quero que minha imagem deixe de ser vinculada dessa forma, já que fui inocentado depois de todas as acusações. Quero que retirem os vídeos, só isso”, explicou.

ContilNet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas