Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Eventual aprovação de decreto legislativo na Aleac pode prejudicar vôos para Cruzeiro do Sul, afirma Casa Civil do Acre

Segundo Rômulo, a volta da tributação em 25% pode diminuir a quantidade de linhas aéreas e, inclusive, acabar com trechos como o de Rio Branco para Cruzeiro do Sul.

_________________Publicidade_________________

O secretário da Casa Civil, Rômulo Grandidier, afirmou nesta quarta-feira, 8, que o decreto legislativo proposto pelo deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), que retorna com a tributação de 3,5% para 25% do ICMS sobre o combustível da aviação aérea trará prejuízos para a população.

Segundo Rômulo, a volta da tributação em 25% pode diminuir a quantidade de linhas aéreas e, inclusive, acabar com trechos como o de Rio Branco para Cruzeiro do Sul.

“Esse termo de acordo para elas [companhias] terem esse desconto pra ficar em 3,5%, elas assinam o compromisso de manter os voos para o Estado e ampliar de acordo com a necessidade e manter o trecho Rio Branco e Cruzeiro do Sul. A Latam queria aumentar mais linhas, por exemplo, Rio Branco e Porto Velho, só que com esse decreto, a empresa pode recuar”, afirmou.

O Palácio Rio Branco deve reunir os deputados da base de apoio ainda esta semana para deliberar sobre o assunto. A expectativa é que seja repassado aos parlamentares os prejuízos que podem ser acarretados. A tendência é que a base, por ser maioria, derrubem o PL, apesar do autor da proposta, afirmar que existe um consenso entre todos os deputados.

Via-Ac 24 Horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas