Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Enem e Enade serão realizados normalmente, afirma presidente do Inep

Em audiência na Câmara, Danilo Dupas disse que demissão de dezenas de servidores não afeta a aplicação das provas

_________________Publicidade_________________

O presidente do Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (Inep), Danilo Dupas, afirmou nesta quarta-feira (10) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) “vão ser realizados normalmente nas próximas semanas”, apesar dos pedidos de demissão de 37 servidores que trabalhavam na organização do Enem.

“Reforço que as aplicações estão garantidas, as fases preparatórias estão concluídas”, disse Dupas em audiência na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

O Enem está marcado para os dias 21 e 28 de novembro. O Enade avalia o desempenho de alunos de estão concluindo a graduação universitária.

Os servidores pediram demissão coletiva de seus cargos em resposta ao que classificam de “má gestão” do instituto, órgão ligado ao Ministério da Educação e responsável pela aplicação de todos os exames públicos de avaliação de ensino no Brasil.

A maior parte dos que se demitiram, entre eles coordenadores, atuava na área de gestão e tecnologia do Inep e cuidava diretamente do Enem.

Em ofício encaminhado à diretoria do Inep, ao qual a CNN teve acesso no começo da semana, os servidores públicos afirmam que “considerando a situação sistêmica do órgão e a fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep”, solicitam a dispensa do cargo em comissão ou função comissionada que ocupavam.

“Quero esclarecer que os 37 servidores que colocaram os cargos à disposição são gestores e diretamente ligados ao Enem. Esses servidores continuam a disposição dos cargos até a publicação do ato no Diário Oficial da União. Esses servidores reforçaram o comprometimento de continuarem trabalhando até o processo final de desligamento. Esses servidores não estão deixando o Inep, são servidores de carreira e vão continuar cumprindo suas funções”, afirmou Dupas nesta quarta.

“Cabe esclarecer que eles se colocaram à disposição para a presidência, eles continuam trabalhando nas suas funções. Às 17h, vou me reunir com a associação dos servidores para ouvirmos os pleitos, juntamente com o MEC (Ministério da Educação). Acredito que com diálogo, governança e transparência vamos chegar a uma solução”, comentou o dirigente do Inep.]

Via – CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas