11 de agosto de 2022   |   22:20  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Em Rio Branco, sindicato dos Médicos faz vistoria em maternidade e encontra várias irregularidades

O órgão afirma que o fechamento do setor de Pré-parto para reforma, assim como as poucas vagas na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), coloca em risco a funcionalidade da saúde.

_________________Publicidade_________________

Em Rio Branco, o Sindicato dos Médicos do Acre efetuou uma vistoria na Maternidade Bárbara Heliodora. Durante a visita, várias irregularidades foram identificadas na unidade.

O órgão afirma que o fechamento do setor de Pré-parto para reforma, assim como as poucas vagas na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), coloca em risco a funcionalidade da saúde, ocasionando impactos no setor pediátrico e de parto.

Em nota, a direção da unidade informou que todas as pacientes atendidas na sala PPP (pré-parto, parto e pós-parto) foram transferidas para uma outra ala da maternidade e recebem o acolhimento e apoio adequados, assim como boa segurança para mãe e bebê.

Veja a nota na íntegra:

A direção da Maternidade Bárbara Heliodora esclarece que todas as pacientes que eram atendidas na sala PPP (pré-parto, parto e pós-parto) foram remanejadas para uma outra ala da unidade, onde recebem o acolhimento adequado, com garantia da segurança da mãe e do bebê.

A medida foi necessária devido a uma obra que iniciou no mês passado e que vai ampliar e melhorar a estrutura física e de atendimento da maior maternidade pública do Estado.

No momento, os atendimentos são realizados em 4 leitos e o estoque de equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas, é suficiente para suprir a rotina da unidade.

Desde novembro de 2021 foram contratados 4 médicos ginecologistas obstetra que reforçam o quadro de profissionais da maternidade.

No momento, a falta do medicamento sulfato de magnésio ocorre porque não foram apresentadas propostas na última licitação. Um processo de compra emergencial está sendo realizado pela Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre).

Apesar disso, nenhuma paciente tem deixado de ser assistida da melhor forma possível.

A direção da maternidade e todo o seu quadro de profissionais se dedicam para manter a eficiência e qualidade dos serviços à população.

Laura Pontes

Diretora da Maternidade Bárbara Heliodora.

Com Informações G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS