Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Em retaliação às sanções de Biden, Rússia expulsará dez diplomatas americanos

Ministro russo afirma que resposta é "uma questão de ação e reação"; apesar das novas sanções, Biden diz querer "atenuar" tensões com os russos

_________________Publicidade_________________

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, disse nesta sexta-feira (16) que o país expulsará dez diplomatas norte-americanos, freará as atividades de grupos sem fins lucrativos dos EUA em território russo e restringirá oficiais americanos em uma série de medidas em retaliação às sanções que o presidente Joe Biden anunciou na quinta -feira (15) contra o Kremlin.

Em uma coletiva de imprensa em Moscou, Lavrov e seu par sérvio descreveram as medidas como uma resposta de “ação e reação” ao anúncio de sanções da administração Biden, que têm como objetivo punir Moscou pela interferência nas eleições presidenciais de 2020 nos EUA, pelo ciberataque à empresa de softwares SolarWinds, pela ocupação e “violações severas dos direitos humanos” na região da Crimeia.

As penalidades dos Estados Unidos também prevêem a expulsão de dez diplomatas russos em Washington, incluindo “representantes dos serviços de inteligência da Rússia, devido ao ciberataque e à intromissão nas eleições.

“Dez diplomatas estão na lista dos EUA enviada a nós, na qual eles pedem que a partida deles dos Estados Unidos seja assegurada. Nós respondemos da forma “ação e reação” a isso. Também ordenaremos que dez diplomatas deixem nosso país”, disse Lavrov

O ministro ainda afirmou que a Rússia colocará outros oito oficiais americanos em uma lista de sanções ainda na sexta-feira, sem especificar quais serão escolhidos.

via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas