Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Em Cruzeiro do Sul, podutores rurais investem no cultivo do café e cacau no ramal 12

_________________Publicidade_________________

Apesar do isolamento, um grupo de produtores rurais se destaca no cultivo de suas culturas. A ajuda do poder público tem sido pouca, mas o conhecimento faz deles os maiores agricultores da agricultura familiar a produzir café e cacau em Cruzeiro do Sul.

O trabalho é todo manual, mas a maior dificuldade que encontram é o acesso pelo ramal, que há quatro anos não entrava uma máquina para fazer pelo menos uma terraplanagem.

Este ano o Deracre iniciou um trabalho de recuperação, mas ainda há muito a ser feito. Em alguns trechos o ramal é quase intrafegável com tantos buracos e atoleiros. Sem contar com os perigos das pontes que são vários.

Por falta de acesso, a produção de banana, milho e outros produtos tem se perdido. “A gente planta o milho, mas aí quando chega a época de colher não tem como escoar a produção e acaba perdendo. Esse ano perdemos três toneladas de milho não tendo como tirar”, relatou o agricultor Airton.

As dificuldades que eles enfrentam são grandes como por exemplo caminhar por mais de 13 quilômetros quando precisam vir ao centro da cidade. “Tem dia que saímos onze horas da noite pra chegar na ponta do asfalto três horas da manhã pra chegar ao acesso do carro”, relatou Airton.

O isolamento não é obstáculo para esses produtores que há dois anos se dedicam na produção de café. A produção do café segue avançando no ramal doze. “São 12 produtores rurais que estão cultivando o café. Estamos com uma colheita bastante produtiva. Colhemos em média 40 sacos por hectares e a nossa prioridade é o investimento do café”, relatou Jairo.

Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas