Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Educação prepara escolas para início do ensino híbrido

_________________Publicidade_________________

Todos os esforços do governo do Acre, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), estão voltados para o retorno do ensino presencial, com ênfase no ensino híbrido, em que parte do processo ensino-aprendizagem é realizado na escola e outra parte continua de maneira remota.

Por isso, a equipe da SEE, capitaneada pela secretária de Educação, Socorro Neri, está realizando um conjunto de visitas às escolas que estão passando por intervenções e manutenções.

Secretária Socorro Neri acompanhou a vistoria da manutenção na Escola Armando Nogueira, em Rio Branco. Foto: Stalin Melo

Nesta quinta-feira, 5, Socorro Neri, acompanhada do chefe do Departamento de Manutenção da SEE, Marcos Maia, realizou uma vistoria nas intervenções que estão sendo realizadas na escola de tempo integral Armando Nogueira, em Rio Branco.

“Estamos nesse trabalho intenso, identificando as demandas, já realizando serviços tanto de reforma completa quanto de reparos emergenciais. Temos recomendação do nosso governador Gladson Cameli de fazer isso e preparar o retorno do ensino presencial, com a implantação do ensino híbrido”, destacou a secretária.

Neste momento, a SEE está realizando manutenção em 61 escolas e em outras 63 já está sendo dada a ordem de serviço, sem falar nos espaços esportivos, como quadras, e duas arenas (Juruá e Acreana). “Temos hoje, portanto, essa garantia de que pelo 124 escolas já estão nessa programação com serviços já sendo executados e outras cujos serviços se iniciarão em breve”, afirmou.

Na Armando Nogueira, intervenções acontecem em vários lugares. Foto: Stalin Melo

Na Armando Nogueira, para se ter uma ideia, as intervenções se dão na cozinha, que está sendo adaptada, na troca do telhado, no piso, na reforma de banheiros e na reforma da quadra, além de uma pintura geral. De acordo com a diretora da escola, Ada Cristina Nunes, são obras que “há muito tempo são necessárias”.

“É uma alegria imensa receber aqui a secretária. É um alento para a nossa comunidade e esperamos colher bons frutos dessa parceria, até para que a gente possa ter um retorno tranquilo das aulas presenciais, com a implantação desse sistema híbrido”, frisou a diretora.

Reconstrução

Outra unidade da capital que está recebendo uma reforma completa do ambiente é a Escola Tancredo de Almeida Neves, localizada no bairro da Glória, na região da Baixada da Sobral. Atualmente, conta com quase 800 alunos que estudam no ensino fundamental, anos finais, e ensino médio.

O conjunto de intervenções, na verdade, faz o diretor da escola, Laézio Santos Lira, afirmar que as obras realizadas na Tancredo Neves são uma “reconstrução”, dada a quantidade e a proporção do que está sendo realizado.

Escola Tancredo Neves, na Baixada da Sobral, está passando por uma “reconstrução”. Foto: Stalin Melo

“Recebemos a escola em situação muito precária e com muito esforço, muita dedicação e insistência, conseguimos uma boa reforma, na verdade uma reconstrução mesmo, que está em andamento e em breve estaremos prontos para receber os alunos de casa nova”, afirmou.

As intervenções na Tancredo Neves abrangem a rede elétrica, que está sendo toda trocada, nos banheiros, quadra, salas de aula, telhado, piso, na cozinha, que está sendo refeita, além de toda a pintura predial. “O forro, por exemplo, era de madeira e está sendo trocado por PVC”, explicou.

Professor Laézio com o chefe da Manutenção da SEE Marcos Maia. Foto: Stalin Melo

“O ano de 2020 foi muito difícil, o ano de 2021 está sendo muito difícil também, mas estamos superando as nossas expectativas e nos adaptando às novas tecnologias e à nova dinâmica no sentido de melhorar a qualidade do ensino. Então, essa reforma veio para coroar a nossa gestão”, afirmou.

Melhorias

Outra unidade de Rio Branco que está passando por melhorias importantes é a Escola Heloísa Mourão Marques (HMM), localizada na rua Rio Grande do Sul, na ladeira do Bola Preta. Lá estão sendo realizadas intervenções importantes, como reforma de banheiros e pintura.

Escola Heloísa Mourão Marques passa por uma ampla pintura. Foto: Stalin Melo

De acordo com o diretor da escola, Vítor Farias, as intervenções de pintura e as melhorias estruturais que estão sendo realizadas são “muito boas”. O gestor frisou: “Desde o ano passado, quando começou a pandemia, a gente anseia pelo retorno dos alunos e para isso a escola precisa ter um ambiente agradável, saudável, limpo e estruturado”.

Tudo isso é necessário, segundo ele, para que as aulas possam transcorrer de maneira tranquila e que o direito à educação possa ser colocado em prática de maneira efetiva. “E esse não é só o pensamento da escola, mas também da própria Secretaria de Educação e de toda a comunidade que a gente atende aqui”, afirmou.

Por SECOM

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas