Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Educação distribui álcool com erro de português ‘diguinidade’ em evento sobre saúde na escola em Rio Branco

Material foi distribuído durante evento interdisciplinar para professores da rede municipal na sexta-feira (28) em escola da capital. Secretária diz que álcool saiu da prefeitura já com selo e que vai apurar o que aconteceu nesta segunda-feira (31).

_________________Publicidade_________________

Um erro de português nos selos fixados em frascos de álcool em gel distribuídos pela Secretaria Municipal de Educação durante um evento nessa sexta-feira (28) chamou atenção em Rio Branco. O material foi entregue aos participantes de um evento sobre saúde na Escola Municipal Chico Mendes.

Os frascos com informações sobre o evento trazem a palavra “diguinidade” ao invés de “dignidade”. No selo, foi incluído o nome do evento “Saúde na Escola, interfaces da saúde e educação” e mais abaixo uma hashtag com o erro de grafia.

Ao G1, a secretária municipal de Educação, Nabiha Bestene, disse que o material foi doado, saiu direto da prefeitura para o evento e que não passou pela Secretaria. Ela criticou o erro e disse que vai apurar o que aconteceu nesta segunda-feira (31).

“Tomei conhecimento. A moça me disse que foi doado, saiu da prefeitura isso daí, vou apurar isso amanhã. Isso foi só para esse evento que fizemos de saúde na escola, na [Escola] Chico Mendes, na sexta-feira. Sei que errar é humano, mas aquilo ali foi grave realmente. Mas não passou por nós, saiu da prefeitura”, disse a secretária.

A prefeitura informou que vai checar qual departamento foi responsável pela produção do material e que vai tomar as devidas providências. A assessoria não soube informar a quantidade de frascos que foi distribuída.

O material foi distribuído em um evento sobre a necessidade do autocuidado com a saúde dos profissionais da educação já pensando em uma possível retomada das aulas presenciais na rede municipal de ensino.

As aulas presenciais foram suspensas no dia 17 de março, na semana em que o Acre confirmou os três primeiros casos de Covid-19. Desde então, os alunos têm acesso ao conteúdo escolar pela internet por videoaula, pelo rádio com audioaula, pela televisão e também pelo material impresso adquirido nas escolas.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas