1 de julho de 2022   |   05:00  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Dividendos da Petrobras à União bancariam 4 meses de Auxílio Brasil

Em abril, programa pagou R$ 7,4 bilhões a mais de 18 milhões de famílias. União receberá R$ 31,5 bi do lucro da petroleira pago a acionistas.

_________________Publicidade_________________

O lucro da União com a Petrobras nos primeiros três meses deste ano pagaria todos os gastos do Auxílio Brasil, programa de distribuição de renda que substituiu o Bolsa Família, por quatro meses.

Na semana passada, a petroleira anunciou que registrou lucro de R$ 44,561 bilhões no primeiro trimestre de 2022 — resultado 3.718,4% maior do que o contabilizado no mesmo período do ano passado, quando a estatal faturou R$ 1,167 bilhão.

A União receberá da Petrobras R$ 31,5 bilhões em dividendos – uma parcela do lucro de uma empresa que é repassada aos acionistas –, que correspondem à participação na petroleira do governo federal, do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do BNDESPar, empresa do banco que detém participações em outras companhias.

Em abril, o Auxílio Brasil pagou R$ 7,4 bilhões a mais de 18 milhões de famílias. O valor médio do benefício no mês passado foi de R$ 403,08.

Vale-gás

Os dividendos pagos pela Petrobras à União também bancariam quase 10 anos do auxílio-gás. O benefício ajuda famílias de baixa renda a comprar o botijão de gás de 13 kg.

O pagamento do benefício é bimestral e o valor corresponde a 50% da média do preço do botijão de gás liquefeito de petróleo (GLP), estabelecido pelo Sistema de Levantamento de Preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), nos seis meses anteriores.

A folha de pagamento do auxílio em abril foi de R$ 275 milhões e beneficiou mais de 5 milhões de famílias.

Bolsonaro criticou lucro da Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem criticado os lucros da Petrobras. Na semana passada, ele disse, aos gritos, que é um “crime” e um “estupro” a empresa ter um lucro “abusivo” em períodos de crise.

O chefe do Executivo federal tem feitos apelos públicos para que a empresa não anuncie um novo reajuste no preço dos combustíveis e já disse que o lucro da petroleira poderia ser diminuído para o país “não sofrer muito” com a elevação dos preços.

Nessa segunda-feira (9/5), a Petrobras anunciou um novo reajuste de 8,86% no preço do diesel vendido às distribuidoras. A mudança passou a valer nesta terça-feira (10/5).

Poe Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS