Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Diretor do Hosmac confirma envolvimento com servidora, mas nega assédios: “É minha vida privada”

_________________Publicidade_________________

Uma terceira denúncia de assédio sexual e moral envolvendo autoridades públicas foi registrada nesta quinta-feira (05), em Rio Branco (AC). Desta vez, o acusado é o diretor-geral do Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac), Alisson Lima. No mês passado, outras duas denúncias do mesmo teor foram feitas contra secretários do prefeito Tião Bocalom (Frank Lima, da Saúde, e Ailton Oliveira, da Comunicação), inclusive com registro de boletim de ocorrência.
No caso do diretor do Hosmac, as denúncias ainda não chegaram à polícia, até o fechamento desta reportagem. Vêm sendo feitas por servidores que pedem para não ser identificados, temendo represálias. O diretor Alisson Lima nega as acusações.

Os servidores que fazem a denúncia dizem que o diretor, além de assediar servidores moralmente, em relação às mulheres agiria como um predador sexual. Manteria relações sexuais com suas subordinadas, inclusive em sua sala, nas dependências do hospital. Além disso, ele teria filmado algumas dessas relações sexuais e mostrado o vídeo em seu telefone a colegas seus.

Por conta disso, Alisson Lima teria sido inclusive ameaçado de morte por um ex-marido de uma das servidoras com a qual ele vem se relacionado. O ex-marido da mulher seria um policial penal que foi ao Hospital armado e dizendo que se encontrasse o diretor o mataria. De acordo com a denúncia, neste dia o diretor não estava no local.
Alisson Lima negou todas as acusações e confirmou que, de fato, está namorando uma servidora do hospital e sua subordinada, a qual seria de fato ex-mulher do policial penal. “Mas isso não tem nada a ver com o trabalho. É minha vida privada, do portão para fora. Aqui dentro, nos tratamos profissionalmente”, disse o diretor.

Segundo ele, as denúncias fazem parte de ataques de servidores incomodados com as mudanças que ele vem implementando na instituição. “Mudamos a rotina do hospital e isso tem incomodado algumas pessoas. Eu estou de consciência tranquila”, disse.

Via – Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas