Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Decisão da Anvisa que autoriza importação da vacina Sputnik V não contempla o Acre, diz procurador

_________________Publicidade_________________

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta sexta-feira (4) a importação da vacina Sputnik V em caráter excepcional pelo Brasil, em quantidades específicas, para fins de distribuição e uso em condições controladas determinadas pelo órgão apenas para o consórcio do Nordeste. Houve autorização 

correspondente a doses para vacinação de 1% da população de cada um dos estados listados. São eles: Bahia ( 300 mil doses), Maranhão ( 141 mil doses), Sergipe ( 46 mil doses), Ceará (183 mil doses), Pernambuco (192 mil doses) e Piauí (66 mil doses). O Acre, que assinou em março contrato com a União Química para aquisição do imunizante, não está na lista dos contemplados, informou o chefe da Procuradoria Geral do Estado, João Paulo Setti, ao ser consultado pelo Notícias da Hora.

“Nessa etapa agora só vão ser contemplados os estados do Nordeste que são os pioneiros do consórcio Norte/Nordeste”, lembra.

Na prática, uma parte do quantitativo de doses da vacina russa poderá ser importada no primeiro momento para ser utilizada dentro de um estudo de efetividade a ser seguido pelos estados requerentes.

A Anvisa considerou tanto o cenário da pandemia no Brasil, como as lacunas de informação ainda existentes na análise dos dados da Sputnik, além dos novos documentos apresentados pelos requerentes.  

Na mesma reunião a Anvisa aprovou a importação também da vacina Covaxin produzida pela Índia.

Via-Notícias da Hora

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas