4 de julho de 2022   |   10:33  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Cruzeiro do Sul registra aumento de 60% nos casos de dengue

_________________Publicidade_________________

Cruzeiro do Sul registrou um aumento de 60% nos casos de dengue no primeiro trimestre de 2022 em comparação ao mesmo período do ano passado. De acordo Leonísio Messias, coordenador da vigilância entomológica, o município contabilizou 677 casos da doença de janeiro a março deste ano. Foram 253 pessoas que adoeceram a mais que em 2021.

No ano passado, a cidade registrou durante o mesmo período pouco mais de 400 casos. Bairros Aeroporto Velho, Cohab, Formoso e João Alves são os com maior incidência.

O coordenador diz que a mobilização dos moradores é fundamental para evitar que a doença se espalhe, já que a maior parte dos mosquitos nascem nos quintais e dentro das casas. A principal medida para conter o mosquito da dengue, o Aedes aegypti, é eliminar qualquer local onde haja água parada.

“No nosso levantamento identificamos que a maioria dos criadouros em potencial são as caixas d’água e os tanques que ficam ali próximos as residências. Aquela caixa d’água, o tambor que a gente tem no lado de casa que está em muitas das vezes em um local inadequado, na sombra e sem tampa são os pontos com o maior número de larvas. Precisamos nos manter atentos e cuidar em eliminar esses criadouros em potencial”, alertou Leonísio.

Segundo Leonísio Messias, agentes de endemias estão fazendo buscas ativas e eliminação de criadouros. A coordenação trabalha também fazendo o bloqueio dos casos diagnosticados aumento o perímetro de borrifação. “Estamos agora com a política de fechar o bairro por completo. Se em um determinado bairro está sendo diagnosticado muitos casos, agora, nós vamos lá e fazemos o trabalho de bloqueio no bairro todo, não só em um ou dois quarteirões”, finalizou.

Dicas de como combater a dengue

Dentro de casa

– Tampe os tonéis e caixas d’água

– Mantenha as calhas sempre limpas

– Deixe garrafas e outros objetos que acumulam água sempre virados com a boca para baixo

– Mantenha lixeiras bem tampadas

– Deixe ralos limpos e com aplicação de tela

– Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia

– Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais

– Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa

Cuidando da área externa

– Limpe ralos e canaletas externas

– Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água

– Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água

– Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa

– Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem

Principais sintomas

– Febre alta, maior que 38°C

– Dor no corpo e articulações

– Dor atrás dos olhos

– Mal-estar

– Falta de apetite

– Dor de cabeça

– Manchas vermelhas no corpo

Com informações Juruá 24 Horas.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS