Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Criminoso reage a prisão, tenta atropelar policial civil e acaba ferido a tiros em Rio Branco

_________________Publicidade_________________

O foragido da justiça Luiz Fernando Maia de Souza, 23 anos, vulgo “Dick Vigarista”, foi ferido com três tiros após reagir a prisão juntamente com uma mulher que ficou ferida com um tiro, na noite deste sábado (4), em um posto de combustível no Conjunto Tropical, em Rio Branco. Na mesma ação, mais quatro pessoas também foram presas.

Segundo informação da polícia, o foragido “Dick Vigarista” já estava sendo investigado por vários crimes, inclusive por tentativa de homicídio e por ter fugido em uma manhã de 8 de junho, enquanto recebia atendimento médico no pronto-socorro de Rio Branco.

Na noite deste sábado, os agentes receberam a informação que o criminoso estaria em um veículo e que ele estava armado com duas pistolas. Os agentes estavam em dois carros da Polícia Civil descaracterizados e tentaram fazer abordagem no posto que “Dick Vigarista” havia parado com 5 amigos.

Os agentes saíram do carro e deram ordem de parada, que não foi obedecida por Luiz, que dirigia o carro modelo Polo de cor branca e placa PHM 6504, e os cinco amigos que estava no interior do carro. O foragido deu uma ré e quase atropelou um dos agentes que teve que atirar para tentar parar a fuga do sexteto.

Com os disparos, “Dick Vigarista” foi baleado com três tiros, sendo um no ombro esquerdo, um no abdômen e outro no peito. Uma mulher que não foi identificada e também estava no veículo foi baleada no abdômen. As quatro pessoas que estava dentro do carro foram presas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e enviou duas ambulâncias para o local, sendo uma avançada e uma básica. Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam o “Dick Vigarista” ao pronto-socorro de Rio Branco em estado de saúde gravíssimo. Já a mulher estava em estado de saúde estável.

A Polícia Militar esteve no local do ocorrido e deu apoio aos agentes da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), que conseguiram prender todos que estavam na ação. Os presos foram encaminhados para a Delegacia de Flagrantes, onde foram ouvidos e ficarão a disposição da Justiça.

Via-Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas