30 de junho de 2022   |   14:02  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Criança de 5 anos vence pneumonia grave no AC e mãe agradece médicos: “Salvaram a vida do meu filho”

A história de superação do Gustavo começou no dia 25 de maio, quando deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento do 2° distrito.

_________________Publicidade_________________

Depois de 22 longos dias internado com o diagnóstico de derrame pleural e pneumonia grave, o pequeno Gustavo Reis, de apenas 5 anos, recebeu alta médica do Hospital da Criança (HCamp), localizado no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-Ac), e sua chegada em casa no último dia 16, foi carregada de emoção.”Agradeço a Deus e aos profissionais da saúde que salvaram a vida do meu filho. Não lhe faltou nada e não tenho do que reclamar sobre tratamento”, disse a mãe e dona de casa Reis Menezes

Gustavo recebeu até material educativo pra passar o tempo no hospital. Foto: Cedida.

A história de superação do Gustavo começou no dia 25 de maio, quando deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento do 2° distrito. Segundo a mãe, ele já apresentava desconforto abdominal há 40 dias e além da verminose, a criança tinha um quadro de anorexia, foi diagnosticada com derrame pleural e pneumonia grave. Foram seis dias em tratamento na Upa, até ser levado para o Pronto Socorro.

Leia mais:
Mortes de crianças vítimas de Síndrome Respiratória Aguda Grave preocupa no Acre
Após morte de crianças por síndrome respiratória no AC, governador recebe mães em reunião fechada

“Lá no PS, eles fizeram Raio-x do pulmão e verificaram que seria necessário pôr um dreno para a retirada de líquido, saiu muito pus de dentro dele. Passamos um dia lá e no outro fomos transferidos para o Hospital da Criança. Forneceram toda a medicação necessária, também foi acompanhado por vários profissionais, desde enfermeiros, à pediatras, fisioterapeuta e psicólogo, foi muito bem atendido graças a Deus”, relatou a mãe.

Gustavo ficou internado na ala semi Intensiva do Hospital da Criança. Foto: Cedida

Gustavo respondeu bem ao tratamento, nem os médicos acreditavam na sua evolução. A mãe relata que ele ainda precisou de bolsas de sangue para se recuperar. Na última segunda-feira, 13, foi transferido junto às outras crianças que estavam internada no Hospital da Criança para o Into, e lá finalizou seu tratamento.

“Eu não tenho muitas condições e durante todos esses dias, não precisei gastar um só centavo com nada. Gustavo recebeu alta com medicação suficiente até o seu retorno, quando deve passar por avaliação. Os médicos foram super atenciosos, agradeci demais quando sai de lá. Tive todo suporte necessário, eles literalmente salvaram a vida do meu filho e sou muito grata a tudo que fizeram por ele”, finalizou.

Com informações da Secom

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas