Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Covid 19: Auxílio emergencial para servidores da saúde deve ser pago em abril, segundo Alisson Bestene

_________________Publicidade_________________

Na manhã desta quarta-feira, 24, uma equipe do governo se reuniu com servidores da Saúde que compõem o quadro de sindicatos de nove categorias no estado. Na pauta, o pagamento do auxílio emergencial dos profissionais que estão atuando diretamente no combate ao novo coronavírus e a criação de um grupo de trabalho para dar continuidade às negociações.

De acordo com o secretário de Saúde, Alysson Bestene, presente à reunião, houve uma conversa aberta com os representantes dos sindicatos, ficando acordado o pagamento do auxílio emergencial dos trabalhadores para o dia 16 de abril, referente a dezembro de 2020, e a possibilidade de estender o abono salarial durante o ano de 2021.

A reunião foi realizada na manhã desta quarta-feira, 24, na Casa Civil, e reuniu sindicatos de nove categorias. Foto: cedida

“Foi uma reunião muito produtiva e sincera de ambos os lados, em que os sindicatos elogiaram os avanços e a forma com que o governo está trabalhando com essa possibilidade de estender benefícios, compromisso que havia sido garantido pelo governador Gladson Cameli até dezembro de 2020, e agora, no dia 16 de abril, haverá uma folha suplementar para o pagamento desse auxílio emergencial”, ressalta Bestene.

O secretário reconhece e parabeniza os esforços e dedicação dos profissionais da Saúde. “São verdadeiros guerreiros e o governo reconhece todo o esforço e dedicação desses servidores que merecem ser valorizados. No dia 12 de abril, também teremos uma nova reunião para que, diante dos números, financeiro e orçamentário, possamos discutir o ano de 2021, em relação ao auxílio e adicional de insalubridade, se é possível ou não haver continuidade”, disse.

Um grupo de trabalho, no âmbito da Secretaria de Estado de Saúde, foi instituído durante a reunião, e terá como finalidade um alinhamento mais pontual junto às categorias em relação à análise das propostas e reivindicações encaminhadas ao governo pelos sindicatos, bem como a confecção de uma proposta de alteração.

Assinatura do Grupo de Trabalho da Saúde. Foto: cedida.

“Foi montada uma comissão de trabalho que envolve a equipe de governo e sindicatos, para que criemos um calendário de negociação do plano de carreira, algo que já era muito aguardado pela categoria”, relata Alysson Bestene.

Também participaram da reunião representantes da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Casa Civil e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

Via: Agência de Notícias do Acre

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas