2 de julho de 2022   |   00:27  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Corpo encontrado parcialmente queimado no DF é de mulher acreana de 30 anos; polícia investiga

Marina Paz Katriny era natural de Rio Branco, no Acre, e morava em Brasília há seis anos. Corpo foi localizado na última quarta-feira (18); delegado diz que ainda não há suspeitos.

_________________Publicidade_________________

O corpo encontrado parcialmente queimado, próximo a uma estrada de terra, na BR-070, é de Marina Paz Katriny. A vítima tinha 30 anos, era natural de Rio Branco, no Acre, e morava em Brasília há seis anos. Ela foi encontrada em Taguatinga, na última quarta-feira (18).

A identificação foi feita por familiares e confirmada pela Polícia Civil do DF (PCDF). Segundo a corporação, os parentes reconheceram tatuagens da vítima, após a divulgação de fotos.

O caso é investigado pela 17ª Delegacia de Polícia, de Taguatinga, e foi registrado como feminicídio. Segundo o delegado Mauro Aguiar, ainda não há suspeito nem informações sobre a motivação do crime.

Nas redes sociais, uma das irmãs dela lamentou a morte da “caçulinha”. “Pai recebe minha irmã. Queria estar fazendo dedicatória de aniversário”, escreveu (veja abaixo).

Publicação de irmã de Marina Paz nas redes sociais — Foto: Facebook/Reprodução
Publicação de irmã de Marina Paz nas redes sociais — Foto: Facebook/Reprodução

O corpo de Marina Paz foi localizado na manhã de quarta-feira, por um homem que passeava com o cachorro. Ele acionou o Corpo de Bombeiros do DF, que foi até o local.

A vítima estava vestida e não apresentava ferimentos aparentes, mas tinha parte do rosto e do tórax queimados.

Fonte: G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS