Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Corpo de Gabby Petito é liberado para cremação nos EUA

Pai está em Wyoming para buscar as cinzas, após cremação no Condado de Teton, onde foi realizada a autópsia. Em 26 de setembro, um funeral simbólico foi realizado com a urna vazia, para que parentes e amigos prestassem homenagem à jovem; noivo continua desaparecido.

_________________Publicidade_________________

O pai de Gabby Petito, Joe Petito, está em Wyoming, onde o corpo da jovem foi liberado nesta quarta-feira (13) para cremação. Ele afirmou que irá levar as cinzas da filha para casa.

A cremação será realizada em uma agência funerária local, no condado de Teton, onde o corpo estava retido até a finalização da autópsia para a divulgação do laudo final, o que acoteceu na terça-feira, quando foi revelada a causa e data aproximada da morte.

A influenciadora foi estrangulada de três a quatro semanas antes de seu corpo ser encontrado, segundo o chefe do departamento legista do condado de Teton, Brent Blue.

Um funeral chegou a ser realizado em 26 de setembro, mas, sem a liberação, foi um ato simbólico, com a urna vazia, para que amigos e familiares prestassem homenagens à jovem. A cerimônia, em Long Island, Nova York, foi aberta ao público.

‘Lixo’

A mãe de Gabby Petito chamou de “lixo” o comunicado divulgado na terça-feira pela família do namorado da filha, Brian Laundrie, após a divulgação da causa da morte da influencer.

Em nota divulgada pelo advogado da família Laundrie, eles reforçam que Brian – que está desaparecido – é acusado de fraude, mas que não há nenhuma acusação de homicídio.

“As palavras são lixo”, disse Nichole Schmidt a um jornalista da emissora americana WFAL, afiliada da rede NBC.

Brian é tratado pela polícia como “pessoa de interesse” (termo usado nos EUA para designar um suspeito ou uma pessoa que possa ter relação com a investigação).

Ele é acusado, no entanto, de ter usado o cartão de débito da namorada após sua morte, o que é considerado fraude. Por este crime, ele pode ser detido pela polícia quando for encontrado.

Relatório aponta estrangulamento

As informações sobre a causa e data aproximada da morte de Gabby foram anunciadas em uma entrevista coletiva na terça-feira, após análises da autópsia e de exames toxicológicos.

Gabby Petito, em imagem de 2019 publicada em seu perfil em uma rede social — Foto: Reprodução/Instagram

Gabby Petito, em imagem de 2019 publicada em seu perfil em uma rede social — Foto: Reprodução/Instagram

O legista Brent Blue acrescentou que o corpo foi deixado “na natureza” durante esse período, mas — sem poder revelar detalhes por causa da legislação local — não respondeu se estava enterrado ou exposto e se sofreu algum impacto do ambiente ou de ataques de animais. O legista também não disse se havia ferimentos ou lesões que indicassem agressões.

Pouco depois de confirmar que o corpo localizado no Parque Nacional Grand Teton, em Wyoming, no dia 19 de setembro, era de Petito, as autoridades afirmaram que a perícia inicial já indicava que ela havia sido assassinada, mas não informaram de que maneira.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas