Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Como asteroide que extinguiu dinossauros fez nascer floresta Amazônica

Pesquisa realizada no Panamá com amostras colhidas na Colômbia mostrou que impacto de rocha espacial de 12 km de largura que atingiu a Terra há 66 milhões de anos mudou drasticamente vegetação da América do Sul.

O impacto de um asteroide é conhecido por ser a causa mais provável da extinção dos dinossauros, mas o que aconteceu com as plantas?

Um estudo realizado no Panamá, com amostras colhidas na Colômbia, aponta que o evento deu origem às florestas tropicais que conhecemos hoje em nosso planeta.

Os pesquisadores usaram pólen e folhas fossilizadas do solo colombiano para investigar como o impacto do meteoro mudou as florestas tropicais da América do Sul.

Depois de uma rocha espacial de 12 km de largura atingir a Terra 66 milhões de anos atrás, o tipo de vegetação que formava essas florestas mudou drasticamente.

Mónica Carvalho, do Instituto Smithsonian de Pesquisas Tropicais no Panamá e coautora do estudo, disse: “Nossa equipe examinou mais de 50 mil registros de pólen fóssil e mais de 6 mil fósseis de folhas de antes e depois do impacto.”

A equipe descreveu suas descobertas na prestigiosa revista científica Science.

Descobertas

Os cientistas descobriram que plantas coníferas e samambaias eram comuns antes do enorme asteroide atingir a Terra, onde hoje é a Península de Yucatán, no México.

Mas após o evento devastador, a diversidade de plantas caiu cerca de 45% e as extinções se espalharam, especialmente entre as plantas com sementes.

As florestas se recuperaram durante os 6 milhões de anos seguintes, mas as angiospermas, ou plantas com flores, passaram a dominar essas zonas de vegetação.

A estrutura das florestas tropicais também mudou como resultado dessa transição.

Durante o final do período Cretáceo, quando os dinossauros ainda estavam vivos, as árvores que constituíam as florestas eram muito espaçadas.

Suas copas não ficavam uma em cima da outra, deixando áreas abertas que eram iluminadas pelo sol no chão da floresta.

Mas após o impacto, as florestas desenvolveram uma formação densa que permitiu que muito menos luz chegasse ao solo.

Mas como o impacto transformou as florestas tropicais ricas em coníferas esparsas da era dos dinossauros nas florestas tropicais de hoje, com suas altas árvores floridas e orquídeas multicoloridas?

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas