17 de maio de 2022   |   18:38  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Comitê de Emergências da OMS decide manter covid-19 como pandemia

_________________Publicidade_________________

A Organização Mundial de Saúde (OMS) decidiu, durante reunião do Comitê de Emergências, nesta quarta-feira (13/4), que ainda não rebaixará a classificação da covid-19 e que ainda estamos vivendo uma pandemia. Decisão vai na contramão do defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem defendido rebaixar a covid-19 para endemia.

Durante a reunião, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, destacou que o mundo está enfrentando o menor número de mortes em dois anos. No entanto, devido ao comportamento imprevisível da covid-19, os países devem continuar em alerta. “Longe de ser o momento de baixar a guarda, este é o momento de trabalhar ainda mais para salvar vidas”, afirmou. 

A OMS também ressaltou a preocupação com o cansaço que os países estão enfrentando no combate a doença e de que o uso inadequado de antivirais possa levar ao desenvolvimento de variantes. Além disso, a organização destacou que o número de mortes e casos ainda é alto e por isso a covid-19 ainda é  Emergência de Saúde Pública. 

O Comitê deverá voltar a se reunir em três meses para discutir a situação da pandemia. 

Endemia 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, na semana passada, que a covid-19 será rebaixada para endemia no Brasil nos próximos dias. Antes, ele tinha chegado a dizer que a mudança iria ocorrer até o fim de março.

Doenças endêmicas ocorrem quando elas são recorrentes em uma região, mas não há uma crescente de casos ao longo do tempo, como a dengue e a leishmaniose. Na prática, a mudança permite que a doença não seja mais tratada como uma emergência, o que permitiria que medidas de contenção fossem retiradas. 

Em março, o diretor de emergências da OMS, Michael Ryan, enfatizou que a mudança não fará com que a covid-19 fique menos grave. “Lembre-se, a endemia de HIV, endemia de tuberculose e endemia de malária mata milhões de pessoa neste planeta todos os anos. Então, por favor, não iguale endemia com ‘algo bom’”, disse. 

Por Correio Braziliense

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS