Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Com rajadas de vento de 80km/h, tempestade de poeira provoca estragos e pânico na região de Presidente Prudente

_________________Publicidade_________________

Uma tempestade de poeira causou estragos e pânico na região de Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º).

A força do vento, que, segundo o climatologista Vagner Camarini, chegou a ter rajadas de 80km/h, derrubou árvores, destelhou imóveis e arrancou placas publicitárias e sinalizatórias, vidraças e marquises.

De acordo com Camarini, a tempestade de poeira é um fenômeno comum nesta época do ano na região de Presidente Prudente.

Ele explicou que, geralmente após um longo período de estiagem e a chegada de uma frente fria, é normal a ocorrência de fenômenos como este.

“Quando o tempo está muito seco, muita poeira acaba sendo gerada e, com a chegada da frente fria, ocorre uma espécie de choque térmico. Normalmente, essas tempestades acontecem entre o final de agosto e o começo de setembro, com a despedida do inverno e a chegada da primavera. No entanto, como a seca se prolongou neste ano, isso só ocorreu agora”, disse Camarini ao g1.

Tempestade de poeira atingiu Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Cedida

Tempestade de poeira atingiu Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Cedida

O climatologista ainda ressaltou que as rajadas de vento chegaram a 80 km/h. Segundo o Camarini, mesmo sendo um fenômeno isolado, esta não é a primeira vez que isso acontece no Oeste Paulista.

“Ainda há chances de que ocorram outros episódios como este, mas normalmente é só na chegada de uma frente fria mais intensa. Porém, caso a chuva dos próximos dias seja de baixa intensidade e ocorra mais um longo período de estiagem, isso pode voltar a acontecer”, explicou.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para o atendimento das ocorrências. O trabalho também envolveu funcionários da empresa concessionária de distribuição de energia elétrica e da Defesa Civil.

No Aeroporto Estadual de Presidente Prudente, a força do vento quebrou vidros do saguão de embarque e desembarque de passageiros e causou danos no terminal.

O Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) informou que os fortes ventos atingiram e danificaram algumas áreas do terminal e que a mais prejudicada foi a sala de embarque. Não houve vítimas nem prejuízo nas operações dos voos e, ainda segundo o órgão estadual, uma empresa de engenharia já foi chamada para suporte e reparo nos danos. Após uma vistoria realizada pela Defesa Civil, houve a interdição do acesso a pontos do local. Bombeiros do próprio aeroporto fizeram a limpeza da pista de pouso dos aviões.

No Jardim Bongiovani, também em Presidente Prudente, as rajadas de vento arrancaram a vidraça da fachada de uma agência bancária.

Na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), um caminhão tombou no trecho em frente ao Recinto de Exposições de Presidente Prudente.

A Prefeitura de Presidente Prudente informou que todas as equipes estão empenhadas no atendimento às ocorrências relacionadas ao temporal que estão sendo comunicadas. Neste momento, a prioridade é atender aos chamados que oferecem riscos à integridade da população, como fios energizados caídos nas vias públicas e árvores que ameacem cair sobre residências.

De acordo com a Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil, há possibilidade de novas tempestades no decorrer da tarde e da noite e, por isso, a orientação é para que as pessoas evitem ficar em áreas de risco e não deixem os veículos estacionados embaixo de árvores.

Em relação aos espaços públicos, já há informações de danos no Recinto de Exposições, no Centro de Eventos do Instituto Brasileiro do Café (IBC), em unidades de saúde e em escolas, porém, sem vítimas.

Em Dracena (SP), uma funcionária da equipe do Centro Dia do Idoso acabou ficando ferida, após ser atingida por uma telha, durante o vendaval. Ela foi socorrida e a Prefeitura informou que está lhe dando toda a assistência. A mulher foi levada ao Pronto Atendimento Municipal (PAM).

A Energisa Sul-Sudeste, empresa concessionária que atua em 24 cidades do Oeste Paulista, informou que o temporal que atingiu a região de Presidente Prudente, na tarde desta sexta-feira (1º), provocou inúmeras ocorrências no sistema elétrico.

Por conta dos ventos fortes, foram registradas quedas de árvores e lançamentos de galhos e outros objetos sobre a rede elétrica, causando a interrupção no fornecimento da energia em várias localidades, simultaneamente.

A empresa acionou rapidamente o seu plano de contingência e reforçou as equipes que, neste momento, estão atuando para agilizar o restabelecimento da energia com segurança a todos os consumidores afetados.

A Energisa orienta a população para que, caso encontre fios caídos na rua ou na calçada, mantenha distância e avise imediatamente a concessionária pelo telefone 0800-701-0326 (ligação gratuita). Além disso, os os clientes também podem acionar a distribuidora pelo aplicativo Energisa On, pelas redes sociais ou pela Gisa, por meio do número (18) 99120-3365 (assistente virtual da Energisa pelo WhatsApp).

“A Energisa Sul-Sudeste conta com a compreensão de todos e reafirma o seu compromisso de manter as suas equipes trabalhando de forma ininterrupta até que a energia seja normalizada para todos os clientes atingidos”, pontuou a empresa.

Tempestade de poeira provocou estragos em Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Heloise Hamada/TV Fronteira

Tempestade de poeira provocou estragos em Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Heloise Hamada/TV Fronteira

Tempestade de poeira provocou estragos em Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Heloise Hamada/TV Fronteira

Tempestade de poeira provocou estragos em Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Heloise Hamada/TV Fronteira

Tempestade de poeira provocou estragos em Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Heloise Hamada/TV Fronteira

Tempestade de poeira provocou estragos em Presidente Prudente (SP) na tarde desta sexta-feira (1º) — Foto: Heloise Hamada/TV Fronteira

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas