Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Com mais de 6,6 mil notificações, Rio Branco faz força-tarefa de combate à dengue

Na tentativa de reduzir os números de notificações de casos de dengue, a Prefeitura de Rio Branco realiza uma força tarefa nos bairros com maiores números de casos e infestação do mosquito Aedes aegypti. A ação é de orientação, borrifação e eliminação dos focos.

De janeiro até o dia 18 de março já foram pelo menos 6.685 notificações de dengue só na capital acreana, segundo informou a coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Socorro Martins.

“Nós estamos desde o início da semana com equipes do Ministério da Saúde, que está em força tarefa conosco e estamos em duas frentes no primeiro e no segundo distrito”, disse sobre as ações.

Os bairros Vitória, Eldorado, Chico Mendes, Cidade do Povo e Belo Jardim, onde segundo Socorro, são os que tem maior número de infestação e casos da doença.

“Estamos fazendo em formato de mutirão e todos os agentes estão divididos nestas duas frentes fazendo a parte focal, tratando os reservatórios, dando informações à população e ao mesmo tempo está passando o pessoal borrifando. Então, está tudo junto”, acrescentou.

Socorro disse que são aproximadamente 20 pessoas que vieram do MS. “Estamos nesta frente e vamos ficar até dia 30. Tem sido bem receptiva a população, a gente está fazendo o que era para ser em vários dias em um ou dois dias.”https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Rio Branco registrou mais de 6,6 mil notificações de dengue — Foto: Arquivo/Vigilância Epidemiológica

Rio Branco registrou mais de 6,6 mil notificações de dengue — Foto: Arquivo/Vigilância Epidemiológica

Situação de emergência

No início de fevereiro, o prefeito Tião Bocalom decretou situação de emergência em Rio Branco após a cidade registrar quase seis vezes mais casos suspeitos de dengue nos primeiros dias do ano, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Conforme o decreto, nas três primeiras semanas epidemiológicas do ano, que correspondem ao período entre 3 e 21 de janeiro, foram registrados 1.494 casos notificados de dengue. O que representa um  aumento de 481% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram registrados 257 casos suspeitos.

Via G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas