Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Com mais de 600 presos imunizados contra Covid, presídio de Cruzeiro do Sul fecha esquema vacinal de detentos

Presos começaram a ser vacinados em janeiro, seguindo os grupos prioritários. Unidade teve 19 casos confirmados e duas mortes pela doença.

_________________Publicidade_________________

As unidades Manoel Néri da Silva e Guimarães Lima de Cruzeiro do Sul encerraram, nesta quarta-feira (1), o ciclo vacinal de 611 presos. A vacinação começou em janeiro, seguindo os grupos prioritários de idosos e comorbidades, em seguida foram indígenas e depois os demais presos.

De acordo com o levantamento da unidade, foram 586 homens e 25 mulheres imunizados com a primeira e a segunda dose contra Covid. Durante toda a pandemia, as duas unidades de Cruzeiro do Sul tiveram 19 casos confirmados de Covid, todos curados e duas mortes pela doença. Em todo estado, foram 286 casos confirmados entre os presos, sendo que 282 estão curados.

Vanila Pinheiro, coordenadora técnica da unidade, diz que todos os servidores que ainda não tinham tomado a segunda dose também puderem concluir o esquema vacinal.

“Vale ressaltar que a unidade, apesar de ter uma equipe completa de saúde, além de assistentes sociais, passou por um momento de incertezas e inseguranças com relação ao vírus e ao tratamento. Mas, fizemos todo o possível, enquanto instituição, para a gente minimizar a propagação do vírus dentro da unidade. Tanto que os dois casos de mortes que tivemos foi no feminino – o teste havia dado negativo, mas devido à saturação que baixou muito ela teve que ser hospitalizada e não resistiu. e outro foi de um homem, que já tinha muitas comorbidades e não resistiu. Porém, dentro desse universo complexo que a gente passou, é uma esperança de cura e de minimizar essa pandemia e os estragos que ela trouxe”, destaca a coordenadora.

Vacinação contra Covid  nos presos em Cruzeiro do Sul  — Foto: Arquivo pessoal

Vacinação contra Covid nos presos em Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo pessoal

Suspensão e retomada de visitas

O Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) publicou em maio a portaria que autoriza a retomada das visitas nos presídios do Acre, seguindo algumas recomendações e cronograma. As visitas íntimas seguem suspensas.

O Iapen informou que os presídios de Cruzeiro do Sul, Sena Madureira e Tarauacá tiveram algumas mudanças esta semana que foram respaldadas por meio de circular. As novas medidas passam a valer a partir de setembro nessas três unidades.

São elas:

  • Apenas uma pessoa – seja parente ou amigo – por preso pode visitar;
  • A visita deve ocorrer de acordo com cada calendário da unidade prisional;
  • Só entra com carteira de visitante em mãos. Quem tiver com a carteira vencida não vai poder fazer a visita;
  • Carteiras emitidas a partir do dia 2 de setembro vão valer por dois anos;
  • Será permitida a entrada de alimentação caseira, sendo uma vasilha de até 3 litros – exceto carne branca e vermelha com osso, peixe com espinha, tucupi, camarão, sopas e caldos. Pode também uma garrafa PET transparente de até dois litros com refrigerante e suco;
  • Idade do visitante deve ser a partir de 16 anos (emancipados ou casados) nos casos de cônjuges dos presos;
  • Idade a partir dos 18 até 59 anos para os demais visitantes;
  • Visitantes do grupo de risco devem apresentar carteira de vacinação constando as duas doses da vacina contra Covid, sendo que no dia da visita deve-se ter pelo menos 15 dias desde a segunda dose;
  • Documento de identificação: RH, CNH ou carteira de trabalho digital;
  • As visitas devem durar até 3 horas;
  • É obrigatório o uso de máscara o tempo todo;
  • Não pode ir para as visitas com roupa escura, blusa de alça, camisetas sem mangas, decotes, transparências, costa nua, roupas curtas acima do joelho, blusas de time e roupas com foto;
  • É proibido também sair com cartas e bilheres.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas