Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Com maior incidência de Covid-19 e crise imigratória, Assis Brasil tem bloqueios no FPM

_________________Publicidade_________________

A assessoria de comunicação da prefeitura de Assis Brasil informou recentemente que após as deduções obrigatórias da Saúde e da Educação, o saldo da primeira parcela do mês do mês de março do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) ficou zerado, conforme mostra relatório da Associação dos Municípios do Acre (AMAC).

Ainda segundo a assessoria, esse foi o terceiro bloqueio no ano, totalizando quase meio milhão de reais retidos pela União em 2021. De acordo com o prefeito Jerry Correia, o motivo das retenções é o não pagamento de encargos sociais pela gestão passada, referente às folhas de pagamento dos meses de novembro, dezembro e 13º salário do ano de 2020.

“Evidentemente que nos faz muita falta, pois são quase R$ 500 mil para uma prefeitura pequena como a nossa, que precisa comprar combustível para fazer ramais, melhorar as ruas e dar atenção para a agricultura, entre outras obrigações, enfim. Nós estamos trabalhando, pagamos a folha de janeiro e fevereiro, com os encargos, para que não haja mais bloqueios e possamos seguir”, explicou o prefeito.

O prefeito diz ainda que o município de Assis Brasil atravessa um momento de grande dificuldade financeira, com uma das maiores dívidas do estado junto ao Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). Segundo Jerry Correia, os débitos rondam a casa dos R$ 30 milhões, valor que inviabiliza até mesmo a possibilidade de renegociação.

Junto com tudo isso, o município também enfrenta recorrentes problemas relacionados à concentração de imigrantes estrangeiros, que há alguns anos, em determinados períodos, obriga a prefeitura a direcionar esforços e recursos para manter abrigos e alimentação para os grupos que chegam à cidade e permanecem por tempo indeterminado.

Para tornar mais desafiadora a situação do município da tríplice fronteira, Assis Brasil é o município de maior incidência de Covid-19 no estado, com 15,9 casos positivos para cada 100 habitantes. Em números absolutos, são 1.200 casos e 15 mortes pela doença em um universo de 7.534 habitantes, segundo o IBGE.

Via: Ac 24 Horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas