Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Com Jéssica de olho no senado, Vagner diz que não há motivos para não estar com Gladson

Jéssica Sales afirmou que o seu mandato de senadora, caso seja eleita, será de senadora municipalista. “Um senador vale por seis deputados federais então terei mais chance de ajudar os municípios, como já venho fazendo.

_________________Publicidade_________________

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) reuniu na noite deste sábado, 24, os membros do MDB para anunciar oficialmente a sua pré-candidatura ao Senado Federal, em evento realizado no Diretório Municipal do partido na avenida Mâncio Lima, em Cruzeiro do Sul (AC). 

O ato contou com a presença de militantes, da mãe, deputada estadual Antônia Sales,  do pai, ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, vice-presidente regional do MDB e do irmão, Fagner Sales, que foi candidato a prefeito nas eleições de 2020, perdendo para Zequinha Lima (Progressistas).  

Aos correligionários, Jéssica Sales afirmou que o seu mandato de senadora, caso seja eleita, será de senadora municipalista. “Um senador vale por seis deputados federais então terei mais chance de ajudar os municípios, como já venho fazendo. Serei a primeira senadora municipalista do Acre porque sei das dificuldades dos prefeitos e não verei cor partidária”, explicou. 

Quanto ao palanque em que estará na campanha, se do governador Gladson Cameli (Progressistas) ou do senador Sérgio Petecão (PSD), a deputada afirmou que ficará do lado de quem tem visão da importância da união para o benefício da população. 

“Vou estar com quem tiver visão de união porque não se trabalha só, se trabalha com todos em um projeto maior. O futuro governador tem que entender que todos os partidos são importantes e que precisa defender um projeto maior que é o do bem-estar da população do Estado”, destacou. 

Após a recusa de Flaviano, Vagner Sales afirmou que a filha conta com o apoio da Executiva Nacional do MDB e que agora precisa unir todas “as alas” do MDB em torno de sua candidatura. “Agora é apresentar a Jéssica aos diretórios municipais. Depois vamos conversar com os partidos. Essa é uma candidatura de muita conversa”, salientou. 

Segundo Vagner, não há motivo para que o palanque de Jéssica não seja o de Gladson Cameli (Progressistas).

“O MDB do Estado já fechou apoio a Gladson. Não é que tenha muita gente mandando, é que temos muitas lideranças dentro do MDB. Nós aqui do MDB do Juruá temos interesse sim na candidatura dele. Gladson é cruzeirense, é meu primo, temos afinidades. Esses dias ele esteve com a Jéssica em Brasília, já foi tomar café lá em casa e vai de novo. Nós já trabalhamos pra ele pro Senado e para Governo e não tem motivo pra não trabalhar agora. Vamos conversar. É um momento de muita conversa”, ressaltou. 

Para a deputada estadual Antônia Sales (MDB), mãe de Jéssica, a candidatura da filha já extrapola o Vale do Juruá, a exemplo do que ocorreu com o conterrâneo Gladson Cameli. 

“Quando era deputado federal e se lançou ao senado, nosso governador Cameli, que é do Juruá, teve apoio de todo o Acre e esperamos que a população acolha a candidatura da Jéssica da mesma forma”, destacou.

Por-Sandra Assunção

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas