22 de maio de 2022   |   12:54  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Com 22 mortes em 2021, acidentes fatais de trânsito em rodovias federais do Acre cresceram 69% em um ano

Segundo levantamento, acidentes reduziram entre 2020 e 2021, porém, número de mortes foi maior neste último ano. Campanha Maio Amarelo orienta condutores.

_________________Publicidade_________________

O ano de 2021 encerrou com 255 acidentes e 22 mortes nas rodovias federais que cortam o estado acreano, as BRs 364 e 317, é o que aponta o balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Tanto a PRF, quanto o Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran-AC), estão com a Campanha Maio Amarelo em andamento para divulgar informações e orientações aos condutores.

O número de mortes aumentou, sendo que no último ano foram 22 vítimas fatais em acidentes, enquanto o anterior registrou 13 – um aumento de 69%. Neste ano de 2022, até o mês de março, duas pessoas morreram, de acordo com o balanço.

Em todo estado, o Detran contabilizou 45 mortes em acidentes de trânsito em vias estaduais ano passado. Somados, os números do departamento e da PRF contabilizam 67 mortes no trânsito somente no ano passado.

Em relação aos acidentes, houve redução entre 2020 e 2021, quando foram registrados 297 acidentes contra 255 respectivamente. A comparação mostra uma queda de 14%. O balanço aponta ainda o número de pessoas que ficaram feridas em acidentes. Em 2021, foram 313, contra 334 no ano anterior. O ano de 2022 já soma 88 feridos.

Números estaduais

Os números referentes a mortes registradas em cidades e estradas estaduais chegou a 45 em 2021, segundo dados do Detran, que aderiu, no final do mês passado, ao Plano Nacional de Redução do Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans) para reduzir os óbitos e lesões no trânsito no estado.

As duas entidades estão com a Campanha Maio Amarelo em andamento e tem como objetivo difundir informações que podem ser praticadas por meio de medidas simples, como utilizar faixas de pedestres, respeitar a sinalização, realizar ultrapassagens seguras, não misturar álcool e direção, proteger os mais vulneráveis no trânsito e adotar regras de direção defensiva.

G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS