3 de julho de 2022   |   14:55  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Coluna Chico Rocha- Projeto social Cruz Azul realiza copinha de futsal e homenageia morador de Rodrigues Alves

A copinha, é parte do projeto Social Cruz Azul, que é coordenado pelo professor Francisco. O projeto desenvolve a inclusão social com jovens e adolescentes de família simples do Município de Rodrigues Alves.

_________________Publicidade_________________

A copinha Chico da Olga envolve amor e paixão pelo esporte, e foi neste clima de muita festa, com apresentação de banda de fanfarra e a participação da guarda mirim da Polícia Militar, que deu início na noite deste sábado (21) a segunda edição da Copinha.

Cumprindo protocolos, as seleções entraram em quadra para declamarem o hino nacional e, em seguida a bola rolou com jogos já na abertura. Polônia e Bélgica, abriram a rodada; e foi a Polônia que abriu o placar, após cobrança de escanteio a bola sobrou para o camisa 7 que não desperdiçou oportunidade e fez 1 a 0, e time ainda teve a chance de ampliar, entretanto parou no goleiro Antony.

Atrás no placar, a Bélgica correu atrás do resultado e empatou ainda no primeiro tempo, aproveitando uma boa jogada de contra-ataque, o atacante da Bélgica deu um leve toque e abola passou por entre as pernas do goleiro. No entanto, o melhor ainda estava por vir, no segundo tempo, em uma disputa de bola longe da área, o arbitro marcou falta a favor da Bélgica e o Goleiro Antony chamou a responsabilidade e fez o gol que garantiu o triunfo de virada. Antony Pietro disse que no momento da cobrança sentia-se confiante e por isso pediu para cobrar a falta.

“Eu estava confiante que ia fazer o gol, a bola ainda desviou na barreira e ajudou a sairmos com a vitória, e agora é nos prepararmos para o próximo confronto”, disse o jogador.

A copinha, é parte do projeto Social Cruz Azul, que é coordenado pelo professor Francisco. O projeto desenvolve a inclusão social com jovens e adolescentes de família simples do Município de Rodrigues Alves, que não teriam como pagar uma mensalidade para que os filhos participasse de uma escolinha de futebol.

O professor afirma que este ano houve aumento na quantidade de pais procurando inscrever os filhos para participarem do projeto. “Devido às atividades que temos realizado, muitos pais estão nos procurando para colocar os filhos aqui no projeto Cruz Azul, e na medida do possível, a gente vai receber novos atletas”, disse o professor.

A segunda edição da Copinha tem a participação de 21 equipes, 7 a mais em comparação ao ano passado, com atletas de idades entre 6 a 17 anos, nas categorias masculino e feminino.

Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS